Cidinho e Fagundes ajudam a “salvar” Dilma, enquanto Medeiros avalia abandonar Temer


Cidinho e Fagundes ajudam a “salvar” Dilma, enquanto Medeiros avalia abandonar Temer

Medeiros foi destaque na mídia nacional com falas irônicas e discursos contundentes contra o PT

2
Fonte:
SHARE

Os três senadores de Mato Grosso votaram a favor do impeachment que retirou do cargo a presidente Dilma Rousseff (PT). O fato curioso foi que após uma manobra, aparentemente articulada entre o PT e o PMDB, a votação se dividiu em duas. Em um primeiro momento, 61 do total de 81 senadores foram favoráveis a deposição de Dilma, número que foi até sete a mais que o processo precisava para vingar.

No entanto, a inelegibilidade da ré por oito anos, até então considerada uma natural consequência, virou, de última hora, uma segunda votação. Nesta, 36 votaram para manter os direitos e 42 pela perda, ficando três parlamentares com a opção da abstenção. O resultado, garante a Dilma a possibilidade de ser candidata nos próximos pleitos e já ser nomeada para qualquer cargo público imediatamente.

Nesta segunda votação, o único senador do estado a manter a linha e exigir o cumprimento à risca da Constituição, que prevê no mesmo artigo da perda do mandato e a inelegibilidade de quase uma década, foi José Medeiros (PSD). Wellington Fagundes (PR) e Cidinho Santos (PR), que substituiu Blairo Maggi, que virou ministro de agricultura, “salvaram” Dilma.

Medeiros fez uma postagem logo em seguida a segunda votação, em sua página oficial no Facebook, mostrando consternação com a articulação do PMDB e sinalizou, assim como o líder do Governo, Aloysio Nunes (PSDB), a pretensão de abandonar o Governo Michel Temer (PMDB). Inegavelmente, Medeiros foi a figura política do estado que mais conseguiu notoriedade do Senado Federal em todo o processo de impeachment. Suas aparições rotineiras na mídia nacional são a maior prova disso.

Nas redes sociais, internautas demonstram insatisfação com posicionamentos de Fagundes em meio a todo processo
Nas redes sociais, internautas demonstram insatisfação com posicionamentos de Fagundes em meio a todo processo