Chuva abre cratera perto de muro e preocupa moradora de Rondonópolis, veja...
Fullbanner1


Macropel

Chuva abre cratera perto de muro e preocupa moradora de Rondonópolis, veja o vídeo

Fonte: Felipe Arcanjo e Thiago Mattar
SHARE
Moradora se preocupa com cratera que está a menos de meio metro dos muros de sua casa. Foto: Felipe Arcanjo.

Após as chuvas das últimas semanas, o que começou como um buraco profundo na pista evoluiu para uma cratera com dezenas de metros de extensão e dois metros de profundidade entre as ruas Sabiá e Pelicano, no bairro Jardim das Paineiras, em Rondonópolis (214 km de Cuiabá).

Uma moradora registrou o momento em que a chuva provocou deslizamentos de terra e o rompimento dos encanamentos que fornecem água na região. Veja as imagens enviadas ao site Notícias de Mato Grosso via WhatsApp:

A cratera está localizada a menos de meio metro do muro da residência de Dulcelândia Alves Bezerra, que mora na Rua Pelicano há apenas dois meses. “Já estou com vontade de mudar daqui, não podemos nos deslocar, minha casa está correndo risco, de noite eu não consigo dormir sossegada porque a próxima chuva que der aqui vai arrancar minha casa”.

Cratera deixou o encanamento exposto. Foto: Felipe Arcanjo.
Dulcelândia ainda diz que a canalização exposta tem acarretado falta de água constante no bairro. Segundo a moradora, os canos estouram em todas as chuvas; equipes do Serviço de Saneamento de Rondonópolis realizam reparos e, pelo fato das ruas não serem asfaltadas, com as chuvas, o problema se repete.

Outro lado

De acordo com o secretário municipal de Meio Ambiente e coordenador interino da Defesa Civil, João Copetti Bohrer, equipes da Prefeitura de Rondonópolis estiveram no local no sábado (11). “A secretária de Infraestrutura [Nívia Calzolari] e eu estivemos no local e já chamamos um engenheiro que, amanhã, na primeira hora, vai elaborar um parecer para que a Secretaria Municipal de Infraestrutura possa fazer uma contratação emergencial para resolver o problema”, relata.

Responsável pela Defesa Civil, o secretário explica que, para evitar atrasos em casos emergenciais, a administração pública pode realizar obras sem a necessidade de licitação. Ainda segundo Bohrer, as equipes do Sanear também estiveram no local para impedir o vazamento que piorava a erosão. “Amanhã estaremos lá”, garantiu o secretário.

O fotógrafo Felipe Arcanjo esteve no local e registrou esses vídeos:

Montreal