Chavez empolgado, Cueva x Ceni nas faltas e bronca: o treino do...
Adventista



Chavez empolgado, Cueva x Ceni nas faltas e bronca: o treino do São Paulo

Fonte: Marcelo Hazan
SHARE

O treino do São Paulo nesta segunda-feira de Carnaval foi agitado. O elenco se reapresentou depois do empate por 2 a 2 com o Novorizontino, sábado, no interior, e iniciou preparação para pegar o PSTC, quarta-feira, em Londrina, pela segunda fase da Copa do Brasil. 

Wellington Nem, recuperado de estiramento na coxa esquerda, treinou com o grupo. Lyanco e Lucas Perri, dupla que defendia a seleção brasileira sub-20, retomou o trabalho no CT da Barra Funda. E o técnico Rogério Ceni cobrou os jogadores como de costume. 

Primeiro em um aquecimento com bola. Depois em um campo reduzido com os goleiros. Nessa atividade, Ceni alertou para a falta de toques para fazer um dois com Gilberto, posicionado como coringa na linha de fundo. 

– O Gilberto está mofando. Vai morrer ali. Ninguém usa o Gilberto para fazer um dois.

Do outro lado do campo, o auxiliar inglês Michael Beale trabalhou com laterais e defensores. Ele sinalizou a zaga titular com Bruno, Maicon, Rodrigo Caio e Júnior Tavares.

Por fim, o treinador promoveu uma agitada rodada de finalizações simultânea realizada por quatro grupos diferentes. Nessa atividade houve espaço para bronca e muita risada.

A cobrança de Ceni ocorreu logo no início desse treino. O elenco tinha de rodar e finalizar em quatro gols diferentes, defendidos por Sidão, Renan Ribeiro, Denis e Thiago Couto. Os atletas recebiam cruzamentos ao mesmo tempo, dominavam e chutavam. O próprio Ceni era um dos que cruzava. Em determinado momento, as bolas saíram antes do apito e o técnico disparou:

– C… não falei para esperar a p… do apito? Não tem comando?

A bronca, no entanto, foi isolada e logo deu espaço para descontração. Também por conta da empolgação de Chavez, líder de desempenho na competição por gols. A cada bola na rede, o argentino gritava e comemorava como se fosse um jogo. Pratto e Gilberto também tiveram bom aproveitamento na atividade.

– Ângulooooo! Golaço – gritou em um dos momentos do treino.

No fim, nova prova do bom clima entre comissão técnica e jogadores. Rogério Ceni se posicionou para bater faltas, e Cueva foi para o gol. O peruano chegou a defender uma vez, mas depois viu a bola entrar sem chances e ouviu brincadeira do treinador e ex-goleiro, autor de 131 gols:

– Joga a luva (risos).

Nesta terça-feira, o grupo treinará pela manhã, com portas fechadas para a imprensa, e depois viajará. O duelo de mata-mata será decidido em jogo único.

+ Ceni projeta treinos para melhorar condição física de Jucilei no São Paulo