Carro dos Correios é flagrado carregando materiais de construção em Rondonópolis
Fullbanner1


Macropel

Carro dos Correios é flagrado carregando materiais de construção em Rondonópolis

Fonte: Bruno Pinheiro
SHARE
Foto: Internet

É comum encontrar usuários dos Correios reclamando do atendimento, na demora para entregar suas encomendas, correspondências e outros serviços mais.

Talvez a imagem que a redação do NMT recebeu possa revelar o real motivo da deficiência nos atendimentos e entregas. Na imagem, um veículo dos Correios é flagrado carregando materiais de construção tranquilamente, no centro de Rondonópolis (214 km de Cuiabá).

É possível perceber madeiras dentro da carroceria do veículo e ver o motorista uniformizado, o que reforça que ele estava realmente em horário de serviço.

Todos nós sabemos que os Correios são uma empresa pública federal responsável pela execução do sistema de envio e entrega de correspondências no Brasil.

Nos últimos dois anos, os Correios apresentaram prejuízos que somam, aproximadamente, R$ 4 bilhões. Desse total, 65% correspondem a despesas de pessoal.

Em 2016, os Correios anunciaram um programa de demissão incentivada (PDI) e pretendia atingir a meta de oito mil servidores, mas apenas 5,5 mil aderiram ao programa.

Os Correios anunciaram, em março, o fechamento de 250 agências; apenas em municípios com mais de 50 mil habitantes, além de uma série de medidas de redução de custos e de reestruturação das folhas de pagamentos.

Em abril, o presidente dos Correios, Guilherme Campos, afirmou que a demissão de servidores concursados vinha sendo estudada. Segundo ele, os Correios não têm condições de continuar arcando com sua atual folha de pagamento e contratou um estudo para calcular quantos servidores teriam que ser demitidos para que o gasto com a folha fosse ajustado.

Com toda essa crise e após receber essa imagem, acreditamos que a empresa esteja adaptando novos serviços de transportes “frete”, para complementar a renda e reduzir a demissão incentivada

Esta reportagem tentou contato várias vezes e fez uso de vários canais para falar com a assessoria ou responsável pela empresa, porém, os números de telefones informados encaminham as chamadas diretamente para caixa-postal.

O que sabemos é que a população já não aguenta mais o desserviço prestado pela empresa Correios em todo o país.

Montreal