Candidatos ao Planalto preferem times do eixo Rio-São Paulo
Supermoveis



Candidatos ao Planalto preferem times do eixo Rio-São Paulo

Fonte: Da Redação com informações do Blog Pombo sem Asas
SHARE
Palácio do Planalto - Brasilia (DF)

Muitos eleitores tem curiosidade de saber qual o time do coração dos candidatos ao cargo de presidente do Brasil. O líder das pesquisas,  Jair Bolsonaro, por exemplo, é torcedor fanático do Botafogo no Rio de Janeiro e do Palmeiras em São Paulo. A explicação pelos dois times está relacionado ao fato de que Bolsonaro é nascido no interior de  São Paulo, mas fez toda a sua carreira militar no Rio de Janeiro.

No entanto, o candidato não se incomoda em vestir camisas de outros clubes em suas aparições públicas, inclusive de adversários do Fogão como o Vasco, Fluminense e Palmeiras.

O candidato Fernando Haddad (PT) , ao contrário de Lula, não torce para o Corinthians, ele é são-paulino. Ciro Gomes (PDT) não fala em times da primeira divisão do futebol brasileiro, quando perguntado sobre o clube do coração. Ele torce pelo Guarany de Sobral, clube cearense que revelou Valdir Papel, ídolo do União de Rondonópolis.

O Guarany, inclusive,  no passado, já enfrentou o Vila Aurora, no estádio Luthero Lopes.

O paranaense Álvaro Dias, não torce pelo Coritiba, Atlético ou Paraná Clube, ele é “louco” ou melhor fanático pelo Corinthians.  Geraldo Alckmin, por outro lado, faz parte de uma geração que viu Pelé em campo e por isso torce pelo Santos.  Marina Silva (REDE) que já foi do PV, torce pelo alviverde paulista, no caso o Palmeiras.

Henrique Meirelles é Flamengo no Rio de Janeiros e Santos em São Paulo. Guilherme Boulos é corintiano; Cabo Daciolo torce para o Vasco,  João Amoêdo é Fluminense, João Goualart Filho torce pelo Colorado Gaúcho,  Vera Lúcia veste as cores do Confiança do Sergipe.  O democrata cristão Eymael é torcedor do Grêmio e do São Paulo.