Cai feriado de Carnaval, Terça é dia normal de trabalho para o...
Fullbanner1

Fullbanner2


Cai feriado de Carnaval, Terça é dia normal de trabalho para o comércio

1
Fonte:
SHARE
Foto: Assessoria

Os comerciantes da cidade comemoraram a redução de feriados convencionada neste ano entre os sindicatos patronal e dos trabalhadores do comércio. A terça-feira de Carnaval, que até o ano passado era considerada como feriado devido à festa cultural do brasileiro, neste ano será considerada dia normal de trabalho.

Na negociação deste ano, caiu o parágrafo segundo da 35ª cláusula da convenção de 2015 em que as empresas reconheciam a terça-feira como feriado de Carnaval. Com isso, o comércio está autorizado a funcionar em horário normal, sem pagamento de horas extras e ainda troca por folga em outra data, como acontecia nos anos anteriores. A convenção deste ano foi fechada nesta semana.

O Dia do Comerciário, comemorado na segunda-feira de Carnaval, é feriado conforme a Lei Municipal 1.803/90 e a empresa que abrir na data deverá pagar horas extras e também dar um dia de folga para o trabalhador. Somente os supermercados deverão funcionar até às 13 horas.

Para o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Rondonópolis, Neles Walter Ferreira de Farias, a negociação foi considerada positiva porque para o lojista dia trabalhado é dia de cobrir despesas fixas. “Nós temos custos fixos por mês e um dia sem abrir o comércio já faz diferença, comércio aberto quer dizes redução de custos para empresa, melhor preço no produto e também mais emprego”, explicou.

Outras mudanças ocorreram em outras datas tidas como feriados: Tiradentes (21 de abril), 26 de maio (Corpus Christi), 12 de outubro (Dia de Nossa Senhora Aparecida), 15 de novembro (Proclamação da República) e 20 de novembro (Dia da Consciência Negra) serão consideradas datas facultativas para o comércio que abrirá das 8 às 13 horas, assim como, todo o segundo domingo do mês. Permanecem como feriado o 1º de janeiro, Dia Mundial da Paz, 1º de Maio, Dia do Trabalho e 25 de dezembro, Natal, além do Dia do Comerciário.

Para o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Rondonópolis, Almir Batista de Santana, a redução do número de feriados é uma reivindicação antiga dos empresários e uma luta de quase uma década. “Para o comércio é um ganho porque reduz custo da empresa que vai abrir naquela data. A terça-feira sempre foi considerada dia normal de trabalho na indústria porque não é feriado nacional, há apenas um apelo cultural pela festa que acontece no Brasil”, finalizou.

 

Montreal