Café: Bolsa de Nova York estende perdas da véspera ainda de olho...
Supermoveis

show


Café: Bolsa de Nova York estende perdas da véspera ainda de olho no câmbio e clima no Brasil

Fonte: Por Notícias Agrícolas
SHARE

As cotações futuras do café arábica na Bolsa de Nova York (ICE Futures US) operam com queda próxima de 100 pontos nesta manhã de sexta-feira (27) e estendem as perdas registradas na véspera. O mercado acompanha o câmbio – que impacta nas exportações da commodity –, mas também demonstrou fraqueza técnica ontem (26) para se manter próximo de US$ 1,60 por libra-peso. A melhora do clima em algumas origens produtoras do Brasil contribui para as perdas.

“As bolsas, tanto de Nova York quanto Londres, operam lateralizadas e em leve baixa. O dólar está buscando uma alta próximo de R$ 3,1780. Daqui a pouco temos mais um leilão de swap tradicional. Ou seja, ao que parece, mais do mesmo prevalecerá. Bolsa e dólar lateralizados nos atuais intervalos, preços internos do café nominais, estabilizados no caso do arábica e conilon sem muita força”, explica o analista de mercado da Maros Corretora, Marcus Magalhães. 

Por volta das 08h33, horário de Brasília, o contrato março/17, referência para os negócios no mercado, registrava 150,65 cents/lb com 80 pontos de queda, o maio/17 anotava 153,15 cents/lb com 80 pontos de desvalorização. Já o vencimento julho/17 estava cotado a 155,50 cents/lb com recuo de 80 pontos e o setembro/17, mais distante, operava com perdas de 115 pontos a 157,40 cents/lb.

No Brasil, por volta das 09h30, o tipo 6 duro era negociado a R$ 530,00 a saca de 60 kg em Espírito Santo do Pinhal (SP) – estável, em Guaxupé (MG) os preços também seguiam estáveis a R$ 532,00 a saca e em Poços de Caldas (MG) estava sendo cotado a R$ 534,00 a saca. Apesar dos preços acima de R$ 500,00 a saca, os negócios seguem limitados com os produtores à espera de melhores patamares.