Bruno aceita cobranças no São Paulo: “Quando me acomodar vou embora”
Supermoveis



Bruno aceita cobranças no São Paulo: “Quando me acomodar vou embora”

Fonte: Marcelo Hazan
SHARE

O lateral-direito Bruno, do São Paulo, será titular no time de Rogério Ceni para enfrentar o Botafogo-SP, nesta quarta-feira, às 21h45, em Ribeirão Preto. O atleta soma 15 assistências desde que chegou ao Tricolor, em 2015, e é o maior garçom do atual elenco. Mesmo assim, convive com cobranças da torcida, as quais diz entender naturalmente.

– Só é cobrado quem tem o que dar nos treinos e jogos. Para mim
isso é importante, porque quero buscar 100%, ajudar na frente e atrás. No dia
que me acomodar, posso arrumar as coisas e ir embora. Nunca me acomodo. Batalho
para sempre ajudar o São Paulo. Tenho muito a dar. Essa cobrança é importante – disse.

O lateral reconhece a queda do Tricolor nas últimas partidas. O time vem de empates com Ituano e ABC (por 1 a 1 nas duas ocasiões, mas conseguiu classificação pela Copa do Brasil), e derrota para o Palmeiras (3 a 0). Na opinião do jogador, uma das explicações é a maratona de jogos.

Além disso, Bruno reconhece a necessidade de parar de sofrer gols. O São Paulo foi vazado consecutivamente nos últimos 11 jogos. A última vez em que a defesa saiu zerada foi no dia 9 de fevereiro, na vitória por 1 a 0 sobre o Moto Club.

– Todos estão incomodados, conversamos todos os dias para
melhorar. O time é muito ofensivo. As vezes na vontade de acertar e querer
fazer o gol atrapalha também. Os times estudam isso. Estão fechados no contra-ataque.
É ter a tranquilidade que o Rogério dá no dia a dia, para voltar forte na frente e
sem sofrer atrás – afirmou.

Mesmo com a liderança do grupo B e os 15 pontos conquistados, Bruno mostra incômodo por não ter carimbado a classificação ao mata-mata. O Linense, vice-líder, tem 14 pontos, e o RB Brasil, terceiro, possui 11.

Depois do Botafogo-SP, nesta quarta, o Tricolor vai encarar Corinthians (domingo, no Morumbi) e fecha a primeira fase contra o São Bernardo. Para a próxima rodada, o time não contará com Sidão (lombalgia), Cueva (seleção peruana), Pratto e Buffarini (seleção argentina). Rodrigo Caio, em recuperação de um edema no joelho esquerdo, deverá ficar fora. Maicon, em recuperação de entorse no tornozelo esquerdo, é dúvida.