Brito deixa importantes melhorias ao Plano Mato Grosso Saúde
Supermoveis

show


Brito deixa importantes melhorias ao Plano Mato Grosso Saúde

Fonte: NOTÍCIAS DE MATO GROSSO com Assessoria
SHARE

O ex-presidente do Mato Grosso Saúde, Carlos Brito, fez um balanço da sua gestão à frente do Instituto, onde atuou entre agosto de 2015 e janeiro de 2017. Ele destacou as importantes transformações realizadas para o equilíbrio financeiro do plano e o atendimento com mais qualidade, conforme as diretrizes do governador Pedro Taques.

Brito enfatizou como um dos pontos fortes de sua gestão foi o diálogo aberto e transparente com os beneficiários, servidores e prestadores. Esta atitude possibilitou o enfrentamento dos problemas e o fortalecimento da marca Mato Grosso Saúde. Em um primeiro momento, a situação financeira foi repactuada, para poder quitar os cerca de R$ 45 milhões de dívidas deixas pelas gestões anteriores, possibilitando que o atendimento voltasse ao normal em clínicas, laboratórios e hospitais. 

A austeridade resgatou a credibilidade do plano e, com isso, o Mato Grosso Saúde conseguiu realizar novas adesões dos servidores. Hoje, o Instituto tem uma carteira com mais de 25 mil beneficiários, entre titulares, dependentes e agregados, e continua em expansão. Nos primeiros quinze dias de 2017 houve mais de 200 novas adesões.

O Mato Grosso Saúde está em uma nova sede, localizado no bairro Jardim Cuiabá, que comporta mais adequadamente seus beneficiários e que gera melhores condições de trabalho aos servidores do Instituto e ao relacionamento com os prestadores. Esta iniciativa foi também considerando recomendação do Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Hoje o novo prédio acomoda o Centro de Especialidades Médicas. O próximo passo será, após abertura orçamentária, o credenciamento de médicos para que possam iniciar seus atendimentos que serão por agendamento com data e hora marcado. O Centro também contará com o Espaço da Mulher, com médicos de áreas voltadas ao cuidado feminino, como ginecologista, obstetra, além de pediatras para cuidado aos seus filhos.

Em 16 de novembro de 2016 foi lançado o edital de credenciamento de médicos, clínicas, laboratórios e hospitais para 32 municípios. Os municípios contemplados foram: Rondonópolis, Sinop, Tangará da Serra, Cáceres, Sorriso, Barra do Garças, Primavera do Leste, Lucas do Rio Verde, Alta Floresta, Pontes e Lacerda, Nova Mutum, Juína, Campo Verde, Guarantã do Norte, Barra do Bugres, Juara, Colniza, Peixoto de Azevedo, Campo Novo do Parecis, Colider, Poconé, Confresa, Jaciara, Mirassol D’Oeste, Vila Rica, Água Boa, Sapezal, Paranatinga, Diamantino, Aripuanã, Nova Xavantina e Canarana. Empresas de Jaciara, Sorriso, Rondonópolis, Barra do Garças e Cáceres.

A diminuição do processo de judicialização também é um reflexo da gestão. Houve redução nos processos e liminares; de reclamações por parte dos beneficiários e diminuição nos processos abertos no Procon contra a autarquia. Isso demonstra que os beneficiários encontram-se mais satisfeitos com os avanços proporcionados.

Algumas medidas econômicas foram decisivas na gestão, para que o Instituto pudesse ter sua saúde financeira reestabelecida, como a consolidação do Manual de Auditoria Médica, que é uma revisão do Manual do Prestador, possibilitando à equipe de auditoria uma padronização na auditagem de contas hospitalares, reduzindo assim, custos como inclusão de preços em diárias de UTI, enfermaria, neonatal, centros cirúrgicos, e outros; padronização no pagamento de medicamentos genéricos, gerando economia ao Instituto sem perda na qualidade do atendimento.

Outra medida importante que auxiliou nos custos foi o lançamento do Edital para compra direta de Órteses, Próteses e Materiais Especiais (OPMEs), pois foi elaborada uma tabela de referência de custos dos equipamentos que geraram economia média de até 50%, e alguns casos, economia de mais de R$100 mil nas compras destes materiais especiais. O Edital de OPMEs já credenciou quatro empresas e outras quatro estão em fase final do processo para que o Mato Grosso Saúde possa ter fornecedoras nas diversas especialidades. 

Oportunizando também uma melhor gestão de economia e qualificação dos custos, esta economia fez com que um maior número de beneficiários fossem atendidos com as cirurgias de alto-custo, passando de 6.861 para 8.801, um aumento de 28,27%. Mesmo com mais cirurgias realizadas, o custo per capto foi inferior, de R$ 1.961,37, em 2015, para R$ 1.676,79 em 2016.

Em 2015, 17 empresas forneciam produtos de OPME ao Mato Grosso Saúde, já em 2016 este número cresceu para 28, um aumento de 65% nas opções de fornecedores para aquisições destes materiais, o que demonstra uma democratização de compra frente ao mercado de OPME.

Em 2016 o Mato Grosso Saúde computou 697.330 procedimentos entre exames (72,91%), consultas (9,63%), atendimento ambulatorial (9,62%), cirurgias (1,26%) e outros (6,58%).

“Este aumento no atendimento é significativo para o Instituto, pois demonstra que o resgate da credibilidade está acontecendo e que a Rede Credenciada está significativamente melhor. Os usuários do Plano estão fazendo uso, buscando atendimento e cuidando mais da sua saúde”, explica Brito.

As implantações e melhorias realizadas passaram a ser levadas ao conhecimento dos seus beneficiários através da criação do departamento de comunicação que antes era inexistente e está sendo estruturado. Com isso, os trabalhos realizados passaram a ser divulgados, levando transparência e tornando o diálogo facilitado com seus credenciados.

Além disso, o reposicionamento da marca do Mato Grosso Saúde, por meio dos materiais publicitários institucionais trabalhados na rede social e site do Plano, permitem que o Instituto se torne mais acessível, inclusive ele conta com um novo site de serviços, onde pode ser feita a adesão ao plano, retirada da 2ª via de boletos, entrar em contato com a autarquia por meio da Ouvidora e do e-SIC e demais serviços, além de ter acesso às notícias do Instituto e do Governo.

A gestão de Brito oportunizou que o departamento de comunicação realizasse uma ação de programa de saúde voltado aos servidores denominado Dia da Saúde. A primeira edição teve o foco voltado para a saúde feminina, por ter acontecido no mês da mulher, em março. Com a nova sede, foi possível determinar um espaço para auditório, onde esta ação será continuada em 2017 com outros temas.

A expansão dos canais de comunicação aproximou ainda mais o beneficiário ao Plano. Com a atual gestão, o setor de call-center, que hoje atendem uma média de 113 beneficiários por dia, está sendo implantado para realização de serviços como: informações gerais, solicitação de boletos, parcelamentos e priorizando o atendimento ao público do interior.

As melhorias no atendimento ao beneficiário foram além. Hoje, cerca de 90% dos cartões do Mato Grosso Saúde estão em posse dos seus donos, agilizando o atendimento junto à Rede Credenciada. Em 2016, os processos de reembolso foram mais ágeis e os pagamentos gradativamente atualizados.

“Deixo a presidência do Mato Grosso Saúde com o dever cumprido. Respeitamos direitos, asseguramos benefícios, reestabelecemos parcerias importantes a todos os servidores e beneficiários, pois este Plano de assistência é um grande elo com o Governo, possibilitando uma maior expectativa e qualidade de vida aos servidores estaduais. Agradeço a Deus pela sabedoria concedida e ao governador Pedro Taques pela confiança e apoio. Com carinho especial, divido todo o resultado do trabalho realizado com cada um dos servidores do Mato Grosso Saúde que estiveram ao meu lado nesta curta e árdua caminhada, pois sem esta grande ajuda os resultados não seriam tão expressivos como foram”, despede-se Brito.

Histórico

Carlos Brito de Lima iniciou sua carreira na política como presidente no bairro Parque Cuiabá. Entre 2003 e 2004 foi chefe da Casa Civil. Já em 2007 assumiu a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública e, em 2009 até 2011, assumiu a diretoria de Infraestrutura da extinta Agência da Copa (Agecopa). Na prefeitura de Cuiabá, foi Secretário de Comunicação e de Esportes e Cidadania, como também prefeito interino. No Legislativo, Brito foi vereador por dois mandatos, presidente da Câmara Municipal de Cuiabá e também deputado estadual por dois mandatos.