Bortolin se destaca: obras retomadas, 60% mais médicos e UPA habilitada
Fullbanner1



Bortolin se destaca: obras retomadas, 60% mais médicos e UPA habilitada

Fonte: Da Redação NMT
SHARE
Foto - Reprodução

Não completou ainda meio ano de gestão, mas o trabalho do prefeito, Leo Bortolin (MDB) virou destaque estadual pelo que vem alcançando sobretudo no setor da saúde. Eleito em novembro de 2017 no pleito extemporâneo que foi chamado pela Justiça Eleitoral após a cassação de Getúlio Viana, o gestor já conseguiu neste pouco tempo de efetivação no cargo habilitar a Unidade de Pronto Atendimento – UPA, que recebe mais de 300 pacientes em média por dia, e incluiu a unidade no mapa do Governo Federal, passando a receber um incremento de R$ 268 mil a cada 30 dias vindos de Brasília. Bortolin aumentou em 60% a oferta de médicos para a população e ainda retomou cinco obras de PSFs.

Em conversa com o NMT, nesta semana, o prefeito mostrou que ainda não está satisfeito e disse que pretende elevar a UPA para outro patamar. “Após habilitarmos a unidade junto ao Governo Federal, passamos agora a buscar a qualificação dela. Quando conseguirmos avançar nisso, passaremos de R$ 268 para um custeio mensal de R$ 600 mil. O custo de manutenção desta UPA é de R$ 800 mil mensais e isto estava sendo tudo assumido pelo Município. Se chegarmos a ter R$ 600 mil de aporte, obviamente que conseguiremos ter mais tranquilidade para expandir muito mais a estrutura de atendimentos”, comentou.

A partir desde mês de maio, a realidade de três médicos do plantão das 7 às 19 e de dois das 19 às 7 será acrescida em 60%, passando de cinco para oito profissionais no total. “Nós temos, além das consultas e dos atendimentos padrões, um box de urgência e emergência onde é destinado um médico. O que acontecia sobretudo a noite? Este profissional ia para este setor e tínhamos apenas um médico para atender todo o público. Agora, nós teremos cinco médicos das 7 às 19, garantindo quatro plantonistas à disposição das pessoas, enquanto que das 19 às 7 teremos três”, explicou o prefeito.

Bortolin ainda ressaltou que profissionais concursados foram remanejados de maneira a garantir que 100% das unidades de Estratégia de Saúde da Família – ESF, os antigos PSFs, tenham um médico. O prefeito ainda fez questÃo de comentar o déficit que encontra na parceria com o Governo do Estado, que não vem cumprindo com o Município. “São vários os convênios que não estão sendo cumpridos pelo Governo do Estado, como é o caso da portaria de média a alta complexidade e que não recebemos desde janeiro. Só neste caso, são R$ 300 mil por mês que estão sendo acumulados de dívida e que já soma R$ 1,5 milhão. Este dinheiro é o que me ajuda a fazer os aportes com os hospitais privados. Se somarmos com outros setores, o que temos a receber é R$ 3,5 milhões”, reclamou o chefe do executivo municipal.

Na atual gestão, o Município conseguiu retomar cinco unidades de atenção básica que estavam para ser perdidas por Primavera.”Estas unidades estavam com suas execuções paradas há um ano e meio. Já constava notificação do Ministério da Saúde para devolvermos o dinheiro. Mas não desistimos e conseguimos retomar as obras das cinco. Já entregamos, inclusive, uma destas unidades do Parque Eldorado e este mês vamos colocar à disposição da comunidade uma outra no mesmo Parque Eldorado e outra no Buritis. Temos ainda uma outra em construção no Padre Onesto Costa e uma no Jardim Luciana”, detalhou.