Bolsonaro reforça polêmica nomeando assessora de Magno para Ministério
Adventista

Fullbanner1


Bolsonaro reforça polêmica nomeando assessora de Magno para Ministério

Fonte:
SHARE
Foto - Reprodução/Facebook

O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), parece que resolveu colocar ainda mais lenha na fogueira quanto ao relacionamento com o senador, Magno Malta (PR), um dos seus principais apoiadores na campanha vitoriosa rumo ao Planalto em outubro passado. Diferentemente do que muito tem se publicado em alguns veículos de comunicação, a nomeação anunciada hoje da pastora evangélica e advogada, Damares Alves, não é uma forma de atender Magno, mas sim a bancada evangélica. Não partiu do senador qualquer pedido, neste sentido, e apesar de Damares ser hoje parte do Gabinete de Malta o capixaba não terá responsabilidade sobre seus trabalhos frente ao novo Ministério dos Direitos Humanos, Família e Direitos da Mulher. Na tentativa de jogar panos quentes na questão, logo após aceitar o cargo Damares se pronunciou dizendo que “o senador (Magno) até este momento ainda é meu chefe, ele sabe do convite, está feliz e sabe que eu fui convidada por causa do meu trabalho ao longo de anos”, finalizou.

Foto – Damares é assessora da Magno no Senado e assume como ministra a partir de janeiro.