Bezerra: nem vaidoso e nem individualista
Fullbanner1

Fullbanner2


Bezerra: nem vaidoso e nem individualista

Fonte: Da Redação
SHARE
Foto - MidiaNews

Entra eleição e acaba eleição, mudam-se as leis eleitorais e até o tempo de se fazer campanha, agora uma coisa que nunca muda em Mato Grosso é o “converseiro” que apronta o líder do PMDB, Carlos Bezerra, visando tumultuar o ambiente e criar dúvidas nas cabeças de adversários e até aliados. Mesmo a mais de um ano das eleições, o veterano tem aparecido toda semana na imprensa dando declarações das mais diversas sobre possíveis composições políticas. Como não era de se estranhar, na maioria das vezes se autovaloriza, mas para fugir da prepotência sempre põe a “culpa” no grupo. É sempre o mesmo papo de que “os companheiros o querem para o cargo X ou Y”, dando a entender que para ele ‘tanto faz’. “Não está no meu radar, mas está no radar do PMDB, que quer que eu seja candidato ao Senado (…) os nomes mais fortes para o Senado são o meu e do Blairo, que ainda é um candidato forte. Os outros são muito fracos”. Em nova entrevista a um site de Cuiabá, Bezerra insistiu no assunto e chamou de ‘apelo’ a pressão dos correligionários para concorrer ao Senado, algo que é sonhado por quase todo político brasileiro, mas parece que para ele não. Continuando a fala, o atual deputado federal ainda disparou: “Eu não estou desesperado por cargo nenhum. Não sou vaidoso e individualista”.

Se o estado todo não te conhecesse até no jeito que anda Bezerra, de repente até embarcava…

 

Montreal