Ausência de dupla convocada expõe falha de planejamento do São Paulo
Fullbanner1



Ausência de dupla convocada expõe falha de planejamento do São Paulo

Fonte: Marcelo Prado
SHARE

As convocações Buffarini e Cueva para as seleções de Argentina e Peru, respectivamente, vão dar muita dor de cabeça para Rogério Ceni no São Paulo – Pratto também está convocado, mas tem mais opções de substituto.

Mais do que isso: a ausência dos dois primeiros nos jogos contra Botafogo-SP (dia 22), Corinthians (dia 26) e São Bernardo (dia 29) expõe a falha de planejamento da diretoria na montagem do elenco. Em especial pelo caso da lateral esquerda.

É lá que Buffarini, vez ou outra, atua improvisado. O Tricolor terminou 2016 com Mena, Carlinhos e Matheus Reis. Mas nenhum dos três permaneceu. O primeiro, segundo os dirigentes, era muito caro
para continuar. O segundo sofria com as lesões e acabou cedido ao
Internacional, com o São Paulo pagando metade do salário. O terceiro foi
emprestado para o Bahia.

Para tomar conta da posição, a
diretoria comprou em definitivo Júnior Tavares, que pertencia ao
Grêmio e se destacou no time sub-20 comandado por André Jardine no ano
passado. E a outra peça? A diretoria não segurou Matheus
Reis. Uma alternativa seria trazer Reinaldo, que fez bom Brasileiro pela Ponte Preta. Mas a diretoria ficou com receio da reação da torcida, já que
o defensor nunca agradou e o cedeu à Chapecoense.

Com isso, Ceni começou a
pré-temporada em Bradenton tendo Júnior Tavares como única peça da posição.
Inicialmente, Buffarini foi o titular pelo lado esquerdo.
Mas, o improviso não deu certo e o argentino perdeu a posição. Júnior Tavares é
uma realidade, mas não pode jogar todas as partidas. Só que, contra Botafogo,
Corinthians e São Bernardo, o treinador vai arriscar.

– Eu não tenho outro lateral. Por
isso que o Júnior não começou jogando contra o Ituano. Usei o Buffarini o
máximo que deu. Todo mundo sabe que o Buffarini vai melhor na direita, mas não
posso usar o único lateral que tenho por 90 minutos em todos os jogos. Por isso
que fiz rodízio entre os laterais. Uma lesão nos prejudicaria muito,
principalmente porque o Campeonato Paulista tem limite de inscrições (28 jogadores) – lamentou
o treinador.

Para a vaga de Pratto, Ceni tem
Chavez e Gilberto como opções e acredita que está bem servido para essas
próximas partidas. Já para o lugar de Cueva, ele terá de mudar o sistema de
jogo. Lucas Fernandes, Shaylon e Thiago Mendes são as alternativas. Mas o técnico já deixou claro que não tem substituto igual ao peruano.

Seria necessário ir ao mercado contratar um jogador que possa suprir a ausência de Cueva, já que sem o camisa 10 o time cai de produção. Mas a diretoria não tem pensado nisso.