Audiência Pública define fiscal de obra de rede de esgoto orçada em...
Fullbanner1

Fullbanner2


Audiência Pública define fiscal de obra de rede de esgoto orçada em R$ 14 milhões

O morador da Vila Mamed, Cicero Alves de Souza, será o representante da região

Fonte: Assessoria
SHARE

Em Audiência Pública realizada pelo Serviço de Saneamento Ambiental de Rondonópolis (Sanear) nesta quinta-feira (27), foi definido o fiscal de obra de esgoto da região da Vila Mamed. A obra que irá abranger no total de 13 bairros recebeu do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC – II) 4º etapa, R$ 14 milhões para serem investidos, e irá atender mais de seis mil famílias.

A reunião aconteceu na Escola Municipal Gisélio da Nobrega e contou com a presença da diretoria do Sanear e presidentes de bairros. E o objetivo de escolher entre os moradores um fiscal, é ter um porta-voz da comunidade que verifique se a empresa responsável pela obra esteja executando as ações conforme contrato. E para isso, o fiscal eleito Cicero Alves de Souza, morador da Vila Mamed (Bacia D), será treinado nos próximos dias para fazer esse acompanhamento.

De acordo com o engenheiro técnico do Sanear, Hermes Ávila, devido a importância da implantação de redes de esgoto em Rondonópolis (nas Bacias B e D), as obras já tiveram início e devem ser finalizadas até o final do ano. E ter um morador atuando junto a fiscalização é importante para fazer com que a população entenda a execução da obra e posteriormente saibam fazer o uso certo das redes.

“As obras já iniciaram e estão a pleno vapor. No Morumbi e Maria Tereza, a elevatória que vai comportar o esgoto da região já está terminando de ser executada. E na região do Sagrada Família também já existe bastante obras sendo executadas no intuito de ter agilidade na implantação da rede de esgoto”, explicou Ávila.

Para o fiscal eleito, Cícero Alves de Souza, as obras de esgotamento sanitário são importantes para a região que sofre com essa carência, e por isso, ele decidiu colocar o nome a disposição para acompanhar de perto se a comunidade será atendida. “Estamos buscando melhoria para o bairro e para a população, eu por isso achei que seria importante me candidatar, pois um dos principais problemas que enfrentamos é o entupimento das redes que já existem e a falta de conscientização dos moradores”, disse.

As obras que compreendem as bacias B e D foram colocadas como prioridade pelo Sanear para que fossem finalizadas as interligações até a Estação de Tratamento de Esgoto, e assim, permitir que os moradores comecem a usufruir das redes já existentes. E com a entrega total dessa obra, mais de 14 mil pessoas serão beneficiadas.

O fiscal eleito nessa audiência pública será o representante da Bacia D, e nas próximas semanas será definida a próxima audiência no qual o fiscal da bacia B será escolhido.

Bairros que compreendem as Bacias B e D

Bacia B: Santa Clara, Parque Residencial Sagrada Família, Parque São Jorge, Colina Verde.

Bacia D: Parte da Cidade Salmen, Vila Alvorada, Vila Estrela Dalva, Vila Rosaly, Jardim Morumbi, Jardim Maracanã, Vila São Paulo, Vila Mamed e parte do Jardim Maria Tereza.

Montreal