Audiência pública debate cadastramento ambiental rural
Fullbanner1


Macropel

Audiência pública debate cadastramento ambiental rural

Fonte: assessoria
SHARE
Congresso Mulheres do Agronegócio Foto: Assessoria

A Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat) participou nesta semana de uma audiência pública realizada no pelo Senado, em Brasília, sobre o estágio de implementação, os impactos e as perspectivas de utilização do Cadastro Ambiental Rural (CAR). A Associação apresentou dados sobre a evolução produtiva da pecuária de corte em consonância com a sustentabilidade ambiental e apresentou alguns posicionamentos e preocupações do segmento. O evento foi realizado no Congresso Nacional, na última quarta-feira (18).

Congresso Mulheres do Agronegócio
Foto: Internet

A audiência pública foi realizada pela Comissão de Meio Ambiente (CMA) do Senado Federal para analisar como está o processo de cadastramento das propriedades rurais no país. Na ocasião, Mato Grosso foi reconhecido como um dos estados mais avançados com relação ao CAR, que tem prazo final para adesão em dezembro deste ano.

O consultor técnico da Acrimat, Amado de Oliveira, representou a entidade e apresentou dados relevantes da pecuária mato-grossense, como a evolução do rebanho nos últimos dez anos, a redução da área de pastagem e o aumento de produtividade. Oliveira destacou a importância do produtor rural para a geração de riquezas e preservação do meio ambiente.

“Recentemente um levantamento da Embrapa revelou que 65% do território mato-grossense está preservado e a produção agropecuária é o principal responsável por isso, com investimentos em tecnologia que viabilizam a preservação ambiental”, afirmou Amado de Oliveira.

Também participaram da audiência, o secretário-adjunto da Secretaria de Meio Ambiente (Sema), Alex Marega, a assessora da Associação dos Produtores de Soja e de Milho de Mato Grosso (Aprosoja), Marlene Lima e a gestora do Núcleo Técnico da Famato Lucelia Avi.

O representante da Sema, Alex Marega, expôs detalhes sobre o andamento das ações relativas ao CAR, que demonstram que Mato Grosso está à frente de todos os Estados da Federação, especialmente em qualidade. Marlena Lima apresentou dados sobre o desmatamento evitado no Estado e a gestora da Famato, Lucélia Avi, apresentou as ações para capacitação do produtor rural com relação ao CAR.

Para Amado de Oliveira, a audiência pública foi uma excelente oportunidade para apresentar nacionalmente o comprometimento dos produtores rurais com a legislação ambiente e propôs a criação de uma Código Ambiental. “O país possui um Código Florestal que regulamenta as atividades rurais, mas carece de uma legislação que regulamente todos os cidadãos, do campo e da cidade, com relação ao meio ambiente”, destacou Oliveira.

Montreal