Atividade de sensibilização sobre hanseníase é realizada em escolas
VendaMais

Atividade de sensibilização sobre hanseníase é realizada em escolas

SHARE
Imagem Ilustrativa.

Por Gabriel Fagundes

A fim de sensibilizar os alunos, pais e professores sobre a hanseníase, uma equipe da Secretaria Municipal de Saúde, coordenada pela gerente do Programa Saúde na Escola, Jaqueline Damasceno, visitou a Escola Estadual André Antônio Maggi.

Segundo Jaqueline a atividade da Secretaria de Saúde é uma parceria com o projeto de pesquisa do Instituto Lauro Souza Lima, com o objetivo de identificar e tratar precocemente os casos de hanseníase no município e entender a dinâmica de transmissão da doença e ações de prevenção.

“As crianças e adolescentes que participarem deste estudo serão submetidos a coleta de sangue e exame clínico por médicos e profissionais da saúde experientes, com a finalidade de identificar pessoas com suspeita de hanseníase. Os procedimentos serão realizados em ambiente seguro, com material descartável. Para que as crianças realizem os exames e testes, os pais deverão autorizar um termo de consentimento livre e esclarecido que nós disponibilizamos”, explica a gerente.

Jaqueline completou afirmando que Rondonópolis é uma área endêmica na questão de hanseníase, e desde o ano passado já está sendo trabalhada essa questão com as crianças. “Geralmente essa faixa etária não apresenta os sintomas da doença, devido ao período de incubação que é de oito anos. A estratégia então foi analisar inicialmente as crianças, pois se elas estiverem doentes, provavelmente alguém da casa também está. A doença para ser transmitida necessita de um longo período de convivência, então você conseguindo detectar cedo nessa criança, corta a cadeia de transmissão”.

As crianças que tiverem suspeita serão encaminhados ao ambulatório de dermatologia do Centro de Especialidades e Apoio Diagnóstico Albert Sabin (Ceadas) para confirmar ou descartar o diagnóstico. Os familiares das crianças e adolescentes com a doença confirmada serão convidados para irem ao ambulatório de dermatologia para serem examinados.

O trabalho da equipe irá contemplar também a Escola Municipal Alcides Pereira Santos, Escola Estadual Odorico Leocádio da Rosa, Escola Estadual Maria Lima Cadidé e Escola Estadual Maria Elza. A meta é que os exames sejam realizados em aproximadamente 70% das crianças de cada escola visitada.

NENHUM COMENTÁRIO

DEIXE SEU COMENTÁRIO