ATC não adere à greve dos caminhoneiros que protesta contra o reajuste...
Supermoveis

Fullbanner2


ATC não adere à greve dos caminhoneiros que protesta contra o reajuste de impostos

Fonte: Da Redação
SHARE
Fonte: Caminhões e carretas

A Associação dos Transportadores de Cargas do Mato Grosso (ATC) aguardará o movimento nacional para se posicionar quanto a greve dos caminhoneiros que foi iniciada nesta terça-feira (01) e pretende encostar os veículos e fechar as rodovias do país em manifesto ao aumento do combustível e dos impostos como PIS e COFINS, anunciados no último dia 20 pelo governo federal.

O diretor Adelino Bissoni informou que a ATC, em sua maioria esmagadora optou por trabalhar, principalmente devido ao compromisso com a safra de milho que está em plena colheita, e que a orientação é continuar os transportes.
“Estamos apenas acompanhando o processo”, disse o diretor.

Adelino explica que a ATC participa do Fórum do Transporte mensalmente em Brasília e na oportunidade colocará as reivindicações da categoria. “Para nós foi estranho o governo mexer nos impostos, não estávamos esperando, acho justa a insatisfação. Mas por enquanto manteremos nossas atividades, e vamos aguardar como será a mobilização nacional para depois nos posicionarmos”, destaca o diretor.

O movimento está sendo articulado pelas redes sociais e pelos rádios amadores. Cerca de 29 pontos serão bloqueados pelo país nos estados da Bahia, São Paulo, Minas Gerais, Sergipe, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Espírito Santo e Mato Grosso. No MT até agora foi anunciada manifestações em cidades como Cuiabá, Barra do Garças, Vila Rica, Guarantã do Norte e Rondonópolis.

Montreal