AS LIÇÕES DE LULA
Fullbanner1

show


AS LIÇÕES DE LULA

Fonte: Assessoria.
SHARE
Foto: Arquivo Pessoal.

A repercussão nacional e internacional em torno do julgamento do
Habeas Corpus do ex-presidente Lula e, sua prisão, balançou o país diante de
todo o momento caótico que vivemos atualmente, culminado em uma crise
política e econômica fruto de corrupção nas altas esferas dos órgãos da união,
como ministérios e cargos de confiança, inclusive por ações como fraude em
licitações, corrupção interna na Petrobrás, além de outras questões que
rodeiam a chamada investigação Lava-Jato.
Nesse momento me surge o questionamento: O que tiramos de lição
após um processo de impeachment da primeira presidente mulher do país,
além do primeiro ex-presidente preso, ambos do mesmo partido? Cada nação
tem o governo que merece! Isso demonstra que essa corrupção não emana
somente de grupos partidários que se encontram no poder político brasileiro há
15 anos, mas sim, de todo um povo que colaborou com as práticas corruptivas
para que chegássemos a tal situação e, não foi somente no governo do Partido
dos Trabalhadores (PT), mas, desde a chegada da Família Real em Terras
Brasilis.
O desvio de conduta emana do povo que no dia a dia realiza práticas
ofensivas à moral e à ética, desde furar uma fila ou parar na vaga de um idoso,
as ações que tomamos influenciam para que as autoridades possam acreditar
que é de seu direito usufruir do dinheiro público e, realizar falcatruas
operacionalizadas por pessoas de várias áreas para que tenhamos licitações
manipuladas, contratos que beneficiam uma empresa, servidores que aceitam
se vender, o uso dos poderes Judiciário, Legislativo e Executivo a favor de uma
minoria. Fico aqui pensando se o povo tem consciência de que essas
maracutaias realizadas por políticos, necessitam da participação de juízes,
contadores, advogados, promotores, prefeitos, vereadores e do próprio servidor
lá na base, para colaborar e alcançar o sucesso.
Precisamos compreender que um político só corrupto não consegue
realizar nada sozinho, ele necessita de pessoas hábeis para realizar as
manobras, inclusive o uso de um técnico de informática se quiser fazer com
que uma urna possa reverter tais quantidades de voto. Por isso, a lição do Lula
nos serve para olharmos dentro de cada um de nós e revermos nossas ações,

nossa vontade de passar o outro para trás a qualquer custo, sem dó nem
piedade, sem nem saber se as crianças da creche lá do bairro vão ficar sem a
carne moída contratada na especificação como “patinho” e entregue um
“paletão” no lugar, no final, o pensamento é que não sendo o meu filho, pouco
importa se o telhado do posto de saúde irá cair, simplesmente porque vou
ganhar dinheiro, ou seja, meu plano está ok!
O problema foi só com o PT? Não, o problema não é o grupo partidário,
são as pessoas, a índole, o caráter de cada uma, seja ela de direita ou
esquerda, abrindo uma ponte sobre esquerdistas ou direitas, reflitam apenas
que com isso, dividimos e criamos guerra entre o próprio povo. Nesse sentido,
compreendemos que a necessidade partidária surgiu de um anseio único em
poder dar dignidade e honra a todos os cidadãos. Mas, isso em sido feito?
Analisemos, por exemplo, a identidade partidária de outros países, não que
eles sejam perfeitos, mas bem melhor organizados com certeza são. Deixo-vos
com uma última pergunta, para que possam refletir: Porque existe no Brasil
aproximadamente 50 ideologias partidárias?

José Olavo Pio: É Eng.Civi, Empresário, Professor Universitário, Escritor Local
e Membro da Academia Rondonopolitana de Letras (ARL).