Arrascaeta, sobre a ansiedade para o clássico: “Se imaginar coisa ruim, f…”
Supermoveis



Arrascaeta, sobre a ansiedade para o clássico: “Se imaginar coisa ruim, f…”

Fonte: Marco Antônio Astoni
SHARE

O garoto tímido, da pequena Nuevo Berlín, cidadezinha com menos de três mil habitantes, no interior do Uruguai, se transformou num homem de personalidade forte. Georgian de Arrascaeta chegou ao Cruzeiro em janeiro de 2015, vindo do pequeno Defensor-URU e se encabulava diante do assédio dos fãs e nas entrevistas coletivas, na Toca da Raposa II. Pouco mais de dois anos depois, o camisa 10 se tornou um dos principais jogadores do time e ídolo da torcida. Em português fluente, Arrascaeta soltou a seguinte pérola, ao falar sobre o clássico deste sábado, com o Atlético-MG, no Mineirão, pelo Campeonato Mineiro.

– Alguns jogadores têm que viver o clássico antes, mas ninguém sabe o que vai acontecer no jogo. Tem que estar preparado para qualquer situação. Claro que tem que imaginar coisa boa, se imaginar coisa ruim f… (risos)

De volta, sem cansaço

Convocado constantemente pelo técnico Óscar Tabarez para a seleção uruguaia, Arrascaeta participou da última partida da Celeste, contra o Peru, pelas Eliminatórias da Copa da Rússia. De volta à rotina no Cruzeiro, o meia afirma que está 100% fisicamente para o clássico e que o cansaço ficou para trás.

– Treinei muito bem no Uruguai. Fisicamente estou bem para jogar. E clássico é jogo à parte. Se prepara da melhor maneira. Sabemos que o torcedor vai querer que a gente ganhe. Todo lugar do mundo tem rivalidade. Temos que estar preparados para o jogo.

Arrascaeta costuma se dar bem no clássico contra o Atlético-MG. Na última partida, em fevereiro, pela Primeira Liga, foi dele o gol da vitória cruzeirense (reveja no vídeo abaixo). Ao todo, já foram três gols, duas assistências e dois gols que tiveram a participação direta do uruguaio.