Arquivo Público realiza colóquio sobre história de Cuiabá
Fullbanner1



Arquivo Público realiza colóquio sobre história de Cuiabá

Fonte: NOTÍCIAS DE MATO GROSSO com Assessoria
SHARE

Em comemoração aos 298 anos de Cuiabá, a Secretaria de Estado de Gestão (Seges), por meio da Superintendência de Arquivo Público, realiza nos dias 10 e 11 de abril (segunda e terça-feira) o 2º Colóquio sobre História, Historiografia e Fontes de Mato Grosso, referentes aos séculos 18 e 19. O evento é realizado em parceria com as universidades federais de Mato Grosso e da Grande Dourados de Mato Grosso do Sul, além da Superintendência da Escola de Governo.

Vários pesquisadores destas duas instituições de ensino poderão, nestes dois dias, conhecer um pouco mais do trabalho, tanto do Arquivo Público, como também as pesquisas produzidas que estão sob a guarda do órgão.

No total são 12 palestrantes discorrendo sobre pesquisas dos séculos 18 e 19. O evento é trabalhado por temáticas e neste primeiro dia foram abordados os eixos Administração, Defesa e Abastecimento. Os palestrantes da mesa-redonda foram os historiadores Nauk Maria de Jesus, Gustavo Balbueno de Almeida, Bruno Tulux e Vanda da Silva.

Também foram discutidas em outras mesas-redondas os temas Escravidão, Mineração e Liberdade na Fronteira, com os historiadores Antuérpio Dias Pereira, Gláucio Knapp, Hilário Noriyuki Teruya Jr e Evandro Gabriel.

Nesta terça-feira serão debatidas as temáticas Mato Grosso na Historiografia, Saberes, Religiosidade e Comércio na Capitania de Mato Grosso.

De acordo com a superintendente do Arquivo Público, Vanda da Silva, esse intercâmbio entre os pesquisadores é extremamente importante, pois resgata a história de Mato Grosso. “Apresentar a base de pesquisa dos últimos anos e o arquivo é fundamental para esse resgate. Temos que divulgar e difundir nossa colonização e passado”, disse.

O Arquivo Público tem 18.975 documentos do período Colonial, cerca de 100 mil documentos do século 19, além de documentos, fotografias e acervos privados do século 20. Todos organizados, catalogados, disponíveis para pesquisa e que logo estarão também disponíveis na internet.

Na atual gestão, o Governo do Estado tem dado uma atenção especial ao Arquivo Público e prova disso é aquisição de equipamentos mais modernos, providenciados pela Seges para que estes documentos possam ser digitalizados e disponibilizados para a sociedade como um todo.

“Temos feito um grande esforço para adquirir equipamentos que irão possibilitar uma democratização e universalização muito maior de nossa história”, destacou o secretário-adjunto de Administração da Seges, Ruy Carlos da Fonseca.

O reitor em exercício da UFMT, Evandro Aparecido Soares da Silva, elogiou a iniciativa da Seges de promover esse debate que possibilitará à sociedade conhecer um pouco mais da historicidade do Estado no contexto dos séculos 18 e 19. “Neste período, que vai do ano de 1719 a 1822, as fronteiras eram pensadas de formas diferentes. Por isso a importância de hoje discutirmos toda historicidade e historiografia de Mato Grosso neste contexto”.