Árbitro caindo, técnico simulando e gol perdido por Devid. Vote no pior...
Supermoveis

show


Árbitro caindo, técnico simulando e gol perdido por Devid. Vote no pior lance!

Fonte: SporTV.com
SHARE

Parece que os protagonistas das partidas de futebol pelo Brasil resolveram caprichar cada vez mais nos “garranchos”. Depois de uma rodada cheia de lances bizarros no meio de semana, outros personagens entraram em cena e formam a votação do “É Gol!!!” para decidir o pior lance do fim de semana. Os candidatos da vez são Devid, do Avaí; Rodrigo Nunes de Sá, árbitro da partida entre Vasco e Fluminense e Antônio Carlos Zago, treinador do Internacional.

> Clique e escolha o pior lance da rodada

Quem abre a votação é o atacante Devid, do Avaí. O atacante recebeu bonito cruzamento e, quase em cima da linha, conseguiu a proeza de se enrolar com a bola e mandar para fora. Se você está lembrando de algum lance parecido neste momento, calma! Não é aquele Deivid, apesar das semelhanças. O protagonista do gol inacreditável perdido durante um Vasco e Flamengo treina o Criciúma atualmente. O lance fez falta, por conta da vitória do Inter de Lages sobre o Leão, por 2 a 0.

Em seguida, outro lance curioso aparece. Durante o clássico entre Fluminense e Vasco, o atacante Wellington Silva, do Flu, partiu com a bola para cima de Douglas, do Vasco. Ao tentar continuar a jogada, o atleta do Tricolor fez com que o árbitro Rodrigo Nunes de Sá caísse. Na sequência do lance, o juiz ainda expulsou Douglas, que perdeu a cabeça e deu um encontrão em Wellington Silva. Após a expulsão, o Flu marcou mais um gol na vitória por 3 a 0.

Não menos patética é a simulação de Antônio Carlos Zago, treinador do Internacional. Durante partida contra o Caxias, pelo Campeonato Gaúcho, o comandante do Colorado se posicionou perto da linha de fundo e, em disputa na bandeirinha de escanteio, uma mão de um jogador do Caxias sobrou e acertou a cara do técnico. O problema é que Zago valorizou tanto o lance que acabou caindo com as mãos na face, em reação totalmente desproporcional. Bizarro. No fim das contas, o Inter venceu nos pênaltis e se classificou para a final do Gaúcho.