Aposentadoria de Mohamed Zaher repercute na Câmara
Supermoveis

Fullbanner2


Aposentadoria de Mohamed Zaher repercute na Câmara

Fonte:
SHARE
Mohamed Zaher / Foto: Arquivo

Assessoria

A aposentadoria da vida pública do ex-vereador e ex-secretário Mohamed Zaher repercutiu na sessão da Câmara Municipal. O vereador Ibrahim Zaher (PSD) filho de Mohamed lembrou do trabalho do pai no Legislativo e no Executivo e se comprometeu em dar continuidade no que o pai iniciou.

“Meu pai deixa a vida pública com mais de 18 anos de trabalho dedicados à população e um saldo positivo por onde passou, sai pela porta da frente para cuidar da saúde e curtir os netos”, destacou.

Como referência, lembrou de algumas leis que hoje beneficiam a população como a do teste da orelhinha para recém-nascidos, da prioridade dos idosos no atendimento de saúde pública, lei do passe livre para estudantes e também da guarda municipal, modificada neste mandato por Ibrahim.

Também destacou a gestão na Secretaria de Promoção e Assistência Social de onde Mohamed solicitou exoneração na última sexta-feira (29) lembrando que a passagem dele pela secretaria ficou como referência nacional pela gestão de recursos.

“Meu pai pegou a pasta com saldo reprogramado de R$ 3,3 milhões e entrega com menos de R$ 1,2 milhão, isso quer dizer a ponta terá melhoria na assistência no que diz respeito à equipamentos e produtos e só não teve melhorias no atendimento porque no período houve o vencimento de contratos de funcionários e a impossibilidade da contratação de novos em decorrência da não realização do concurso ou de seletivo pelo município.

O vereador Adonias Fernandes (PMDB) também lembrou dos dois mandatos que foi colega de Mohamed. “É um homem que tenho gratidão e respeito, uma pessoa com coração imenso que ficou conhecido por tirar dinheiro do próprio bolso para ajudar as pessoas. Assim fez quando colocou uma ambulância para ajudar os pacientes do Jardim Atlântico e tantas outras vezes doando o salário de vereador”, lembrou.

O vereador Elton Mazetti (PSC) também destacou a participação de Mohamed na vida pública e destacou que ele fará falta. “Mohamed será sempre lembrado pelo seu trabalho e pelas suas lutas, sempre defendeu a população, mas tenho certeza que não sairá de vez do cenário”, avaliou.

Mohamed, que completou 67 anos no último dia 25, anunciou logo após o aniversário que deixaria a vida pública. Ele luta contra o câncer. Atualmente, a doença está estável e a proposta é ter uma vida menos intensa, com maior dedicação à família.

Montreal