Após negativa de Malta, Bolsonaro deve anunciar general de vice
Adventista



Após negativa de Malta, Bolsonaro deve anunciar general de vice

Fonte: Da Redação NMT
SHARE
Heleno foi comandante Militar da Amazônia e chefiou as tropas internacionais no Haiti, entre 2004 e 2005. Foto: Gazeta do Povo

Favorito para a disputa presidencial sem a presença de Luis Inácio Lula da Silva (PT), que segue preso em Curitiba, Jair Bolsonaro (PSL) realmente não deve ter nenhum dos chamados grandes partidos nacionais em seu arco de aliança. A última esperança era o senador capixaba, Magno Malta (PR/ES), que anunciou que disputará a reeleição e não compará chapa com o social-liberal. A possibilidade da vice de Malta era condição única do PR seguir compondo o grupo, mas o partido deve rumar para outros horizontes agora. A Bolsonaro seguirá alguns nanicos e a estratégia de ligação direta com as pessoas, já que em tempo de televisão o candidato deve ter alguns poucos segundos para aparecer na TV e dizer o que pensa para o Brasil. Neste meio de semana, ele pretende oficializar o novo vice, que deve ser o general da reserva Augusto Heleno. O anúncio só ainda não foi feito porque Heleno é do PRP e a diretiva do partido ainda não deliberou.