Após mais de quatro décadas, Escola 31 de Março será reconstruída
Fullbanner1



Após mais de quatro décadas, Escola 31 de Março será reconstruída

Fonte: NOTÍCIAS DE MATO GROSSO com Assessoria
SHARE

Instalada ainda na década de 1970, a Escola Estadual 31 de Março, em Canarana (a 823 km de Cuiabá), será reconstruída neste ano pela Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc).

O anúncio foi feito no domingo (29.01) pelo secretário de Estado Marco Marrafon, após reunião entre representantes da Seduc e o prefeito de Canarana, Fábio Marcos Pereira de Faria. 

Localizada em um espaço amplo e arborizado, a Escola Estadual 31 de Março é uma unidade histórica, com estrutura física antiga, e apresenta uma série de problemas que já não podem mais ser solucionados com reformas. Portanto, a decisão foi pela construção de uma nova estrutura para assegurar uma educação de qualidade.

De acordo com o prefeito, mesmo sendo uma unidade pertencente à rede estadual, a prefeitura será parceira em todas as etapas do processo, para que a demanda seja atendida o quanto antes.

Durante a reconstrução da escola, os cerca de 650 estudantes serão remanejados para o Parque de Exposições da cidade. “Dentro de 30 dias finalizaremos as adequações necessárias no local para receber os alunos, para o ano letivo de 2017, até que a obra seja finalizada e eles possam voltar”, destacou o prefeito.

O assessor de Relações Políticas da Seduc, João Creplive Neto, informou que o início da construção na unidade escolar está previsto para o primeiro semestre deste ano. “A obra deverá ser realizada por meio de um convênio – a exemplo de outros já firmados com outras prefeituras –, pelo qual a Seduc repassa projeto e recursos para que o município realize a licitação e a fiscalização da obra”, apontou Creplive, destacando que o objetivo é dar celeridade ao empreendimento.

A diretora Valéria Mendes Moreira lembrou que o remanejamento atende ao anseio e solicitação da comunidade escolar. Provisoriamente, a escola estava funcionando em uma escola municipal. “Essa decisão nos dá um alívio. Estávamos na incerteza do local para abrigar todos os alunos matriculados e também os novos, pois temos uma demanda grande, cerca de 200 a 250 a mais para o ano letivo de 2017”.

Valéria já está em seu segundo mandato e garante que o desejo de toda a comunidade é ver a escola reconstruída, uma vez que metade da população de Canarana estudou ali. “Essa é uma escola muito querida por todos, muito amada e de muita importância para todos, afinal todos têm uma história para contar sobre esse lugar”, disse.

Centro Integrado

A nova EE 31 de Março será modelo Centro Integrado Escola Comunidade (CIEC) e contará com 18 salas; infraestrutura inteligente, que privilegiará a economia de água e luz, por meio de sistemas de reuso de águas pluviais; instalação de placas de captação de energia solar e utilização de iluminação em LED.

As salas de aula terão o pé direito alto e serão todas climatizadas. Laboratórios de informática, bibliotecas e quadras poliesportivas estarão presentes na escola, que possuirá, ainda, internet wi fi, entre outros equipamentos.