Após Carne Fraca, funcionários da Peccin em SC recebem aviso prévio
Fullbanner1



Após Carne Fraca, funcionários da Peccin em SC recebem aviso prévio

Fonte:
SHARE

Os funcionários da unidade da empresa de carnes Peccin em Jaraguá do Sul, no Norte catarinense, receberam aviso prévio nesta segunda-feira (27). Conforme a RBS TV, todos os 177 funcionários devem ser demitidos. No dia 17 de março, a filial da empresa do Paraná foi interditada na Operação Carne Fraca.

A reunião ocorreu na manhã desta segunda na unidade. À RBS TV,  funcionários alegam que há meses a empresa não deposita o FGTS, apesar do desconto em folha.

O G1 tentou contato com a direção da Peccin, sem sucesso até a publicação desta notícia.

O diretor da Peccin em Jaraguá do Sul foi preso preventivamente na sexta e transferido de Joinville para a Superintendência da Polícia Federal em Curitiba na quarta (22). O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) terminou na quarta uma auditoria na unidade. Em um prazo de 20 dias, deverá ser emitido um laudo sobre a qualidade do produto e os processos na empresa.