Análise: Vasco volta a mostrar suas fragilidades, e zaga fica exposta
Supermoveis



Análise: Vasco volta a mostrar suas fragilidades, e zaga fica exposta

Fonte: Fred Huber
SHARE

Parecia a derrota por 4 a 1 para o Corinthians, no Torneio da Flórida. No 3 a 0 sofrido no clássico com o Fluminense, domingo, no estádio Nilton Santos, o Vasco voltou a mostrar problemas no sistema defensivo, ficou com a defesa exposta e facilitou a vida dos atacantes rivais. Com o elenco ainda em formação, o primeiro grande desafio de Cristóvão Borges será deixar o time competitivo até que todas as novas peças se encaixem.

Com apenas um primeiro volante de ofício no elenco, Marcelo Mattos, que está em processo de recondicionamento físico, Cristóvão optou por escalar a dupla Julio dos Santos e Andrezinho na função de proteger a defesa. Embora consigam ter eficácia na saída de bola, ambos tiveram problemas para fazer a cobertura pelos lados e para anular os homens de criação do Flu. A presença de um “cão de guarda” se faz necessária para dar equilíbrio em uma etapa de construção. – No nosso elenco os jogadores de meio de campo fazem funções parecidas. O único primeiro volante está voltando agora, o Marcelo Mattos. Todos os outros jogam saindo. A gente vai tentar desta maneira fazer com que a equipe jogue. O Marcelo Mattos  teve uma recuperação mais rápida, mas ainda não está pronto. A cirurgia foi muito delicada – disse o treinador.No primeiro gol tricolor, Sornoza lançou para área, Henrique Dourado tocou de calcanhar, Rodrigo não conseguiu antecipar o chute de Douglas, e, no rebote, Wellington marcou. Martín Silva já estava batido porque se chocou com Rodrigo. O segundo foi mais simbólico. Sornoza driblou Andrezinho, Eder Luis e entrou na área com a bola dominada. Foi fácil cruzar rasteiro e encontrar Dourado livre para empurrar para o fundo da rede. No terceiro, em um rápido contra-ataque, Andrezinho era o último homem na defesa. Eram Scarpa e Marcos Junior contra ele, e o atacante decretou o 3 a 0 no placar. Poderia ser pior, dado o número de chances claras perdidas pelo Flu.  

A esperança da torcida vascaína é que a equipe melhore a partir do momento que Cristóvão ganhar mais peças. Além de Marcelo Mattos, há a expectativa de que Douglas possa retomar sua condição de titular. Ele está com a seleção brasileira na disputa do Sul-Americano Sub-20, no Equador, e a última partida do hexagonal final está marcada para o dia 11 de fevereiro.- Os jogadores que estavam acostumados, que eram titulares, são sempre importantes. Mas não vejo como problema. Podemos continuar e jogar melhor do que jogamos. O problema não é esse. Vamos analisar, rever o jogo. O primeiro volante a ficar à disposição novamente é Evander, que machucou o tornozelo durante a pré-temporada e está recuperado. Ele, no entanto, se encaixa no perfil dos demais jogadores da posição no atual elenco: não tem a marcação como característica principal, até por ser originalmente um meia.O Vasco volta a campo pela Taça Guanabara na próxima quinta-feira, às 16h30, em Moça Bonita, para enfrentar o Bangu, que na primeira rodada empatou em 2 a 2 com a Portuguesa.