Alunos “trans” poderão utilizar nome que escolheram ter na Unemat
Supermoveis

Fullbanner2


Alunos “trans” poderão utilizar nome que escolheram ter na Unemat

Fonte: Da Redação
SHARE
Foto - Thinkstock/Getty Images

Se um cidadão nascido homem, mas  que se reconhece como mulher, ou vice-versa, quiser ser tratado pelo nome que escolheu ter, embora no seu registro civil encontre-se o que os pais ou responsáveis lhe deram, isso será possível no ambiente interno da Universidade do Estado de Mato Grosso – Unemat. Os travestis, transexuais e transgêneros poderão se valer do chamado “nome social” nas carteirinhas de estudante e praticamente em todos os cadastros internos que tiverem na instituição, desde o documento de divulgação de notas, até comunicados de solicitações de bolsas de estudo ou estágios. A possibilidade se estenderá até mesmo aos próprios diplomas, histórico escolar, entre outros registros de uso externo do aluno ou aluna.

A “conquista” do público citado se deu após deliberação do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão – Conepe, em reunião recente na cidade de Cáceres.

 

 

Montreal