Alunos do IFMT entram no combate ao mosquito com palestras nas escolas
Fullbanner1

Fullbanner2


Alunos do IFMT entram no combate ao mosquito com palestras nas escolas

Fonte:
SHARE
Foto: Assessoria

Na manhã de terça feira (16) mais de 400 alunos do Instituto Federal de Mato Grosso – IFMT, participaram de palestras com temática sobre a campanha contra o Aedes Aegypti, transmissor da dengue, febre chikungunya e Zika vírus, abordando o combate aos focos do mosquito e os principais sintomas das doenças.

A palestra foi ministrada pela equipe da Secretaria municipal de Saúde, que desde de o inicio do ano vem desenvolvendo ações programadas em unidades de saúde com a participação popular, e agora querem contar com auxilio dos alunos do IFMT para estender as palestras na rede de ensino do município na próxima sexta- feira (19).

Os alunos em parceria com a Secretaria de Saúde irão promover na própria sede do IFMT e nos bairros da vizinhança, um trabalho de conscientização de limpeza, buscando eliminar os focos de proliferação do mosquito. “Até o fim do mês varias ações estão previstas para o enfrentamento ao mosquito Aedes Aegypti e isso só está sendo possível graças as diversas parcerias que se formaram nesta batalha” destacou a presidente do Conselho de Saúde de Municipal – CMS, Maviane Damitiz.

Para o diretor do IFMT, professor Dimorvan Alencar Brescancim, o trabalho é de suma importância, “abraçamos a causa e vamos estimular nossos alunos como multiplicadores no combate ao Aedes Aegypti, afinal precisamos conscientizar a todos, e a rede ensino do município é o melhor alicerce para conseguirmos atingir a todos”, destacou.

Todo trabalho será pontuado através de projetos de aprendizagem, aulas sobre a temática, orientações para alunos, pais e população em geral, além de mutirões e pulverizações.

O Secretário de Saúde, Fabio Lago vê como positiva a disposição dos alunos do instituto no engajamento à campanha de combate ao mosquito. “Precisamos nos conscientizar que é necessário o envolvimento de todos contra o Aedes Aegypti, principalmente dos jovens como multiplicadores de informações, afinal a sociedade também está se mobilizando para combater o mosquito e as doenças que ele transmite” finalizou o secretário.

Montreal