Alunos da UFMT fazem greve contra mudanças na alimentação e cortes no...
Fullbanner1



Alunos da UFMT fazem greve contra mudanças na alimentação e cortes no orçamento

Fonte: Da redação
SHARE

Alunos da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) decidiram em assembleia geral nessa terça-feira (8) entrar em greve por tempo indeterminado.

Os estudantes decidiram continuar ocupando o campus da capital mesmo após a Justiça Federal determinar que seja feita a reintegração de posse no campus.

Impasse

Outros estudantes em situação de vulnerabilidade econômica terão parte do valor subsidiado pela instituição.

Os alunos com renda superior, no entanto, deverão pagar o valor cobrado sem o auxílio da UFMT.

Atualmente, os estudantes de todos os campi pagam R$ 0,25 pelo café da manhã e R$ 1 para almoço e jantar. Os valores seriam reajustados para R$ 5 o almoço e a janta e para R$ 2,50, o café da manhã.

Também contra o reajuste, os estudantes ocupam uma das guaritas da instituição. Nos outros campi, os universitários também protestam contra o aumento.

UFMT

A reitora UFMT, professora Myrian Serra, conversou com estudantes dos cinco câmpus na última segunda-feira (7) sobre a nova política de alimentação estudantil.

Após ouvir os estudantes, a reitora assumiu o compromisso de não implantar a nova Política de Alimentação até que sejam concluídos os trabalhos da comissão, que contará com a participação de representantes dos segmentos – estudantes, técnicos administrativos e docentes – e dos câmpus para dar continuidade às discussões e à elaboração de propostas de modo mais participativo, como querem os discentes. Com G1-MT.