Algoz do Bota em 2014, Sornoza quer repetir dose: “Tomara que eu...
Fullbanner1



Algoz do Bota em 2014, Sornoza quer repetir dose: “Tomara que eu faça gol”

Fonte: Caio Filho*
SHARE

O equatoriano Sornoza já caiu nas graças da torcida do Fluminense. Habilidoso em campo, o meia se destaca também pelo carisma. O sorriso que não sai do seu rosto pode ficar ainda maior na quinta-feira, quando o Tricolor enfrenta o Botafogo, às 21h45, no Estádio Nilton Santos. Isso porque o jogador costuma dar sorte contra o rival: na Libertadores de 2014, pelo Independiente Del Valle, ele fez gol e ajudou na eliminação do Alvinegro, que caiu na primeira fase (veja no vídeo acima). Agora pelo Flu, ele espera repetir a dose no Clássico Vovô.- É um jogo muito importante para mim. Em 2014 pude jogar contra, vencer e fazer gol contra o Botafogo, pelo Independiente Del Valle. É muito especial estar aqui e poder fazer o mesmo com a camisa do Fluminense. Quero jogar bem e que a equipe saia com a vitória. Tomara que eu faça gol (risos), venho trabalhando para isso. Espero que eu dê sorte mais uma vez e ajude o time – brincou.

Com o adversário mal das pernas no Campeonato Carioca, o meia espera um jogo difícil. Para Sornoza, além da rivalidade, a partida é importante para o que o Flu se recupere da derrota contra o Nova Iguaçu, que encerrou a invencibilidade do clube na competição.- Vai ser um jogo complicado, eles precisam do resultado, e nós queremos nos recuperar também desse revés. É um jogo muito importante para nós, pela rivalidade, para o campeonato. Vamos seguir nosso trabalho e dar nosso máximo para vencer – projetou.Ainda invicto em clássicos em 2017, o Fluminense de Sornoza também teve atuações de destaque nos jogos contra os outros dois grandes, Vasco e Flamengo. Se goleou o Cruz-Maltino, a vitória que escapou contra o Fla não foi esquecida pelo equatoriano, que espera vencer mais um rival.- Temos atuado bem em todas as partidas. A verdade é que nos preparamos para todas elas igual, mas temos atuado ainda melhor contra os nossos rivais, começamos goleando o Vasco e fomos campeões na final contra o Flamengo, ainda que não merecêssemos empatar e sim, sair com a vitória. São as partidas que mais nos motivam, que todo jogador quer estar em campo e espero jogar bem e sair com mais uma vitória – disse Sornoza.Nem os desfalques já certos de Scarpa – com uma fissura no pé – e Orejuela – convocado para a seleção equatoriana – preocupam o meia, que lembrou que o elenco possui peças de qualidade para substituir os dois.- Vão fazer muita falta, por serem jogadores de muita qualidade e que podem mudar qualquer jogo. Mas temos jogadores capazes de substituí-los. Richarlison vem jogando muito bem na vaga do Scarpa. Nossa equipe tem jogado bem e queremos mais uma vitória em clássicos para continuar bem nessa temporada – finalizou.

LEIA TAMBÉM: Xodó, Sornoza relembra empolgação com proposta do Flu: “Onde assino?”Confira a íntegra da coletiva do meia Sornoza:Bom início pelo FluEstou muito bem. É um começo muito positivo, não esperava uma adaptação tão rápida, admito. Estou me sentindo muito contente aqui. Meus companheiros me receberam bem, principalmente o Wellington, que me ajuda com as dificuldades da língua. Venho evoluindo e espero continuar atuando bem porque foi para isso que me trouxeram (risos).Seleção EquatorianaA seleção tem jogadores de ótimo nível e que estão em boa fase. Se não fui convocado dessa vez, tenho certeza que serei nas próximas porque estou fazendo o meu melhor e serei recompensado. Me sinto muito bem, na hora certa serei convocado e poderei defender meu país.Destaque do Flu na temporadaO principal é o coletivo. Acho que o Gustavo (Scarpa) é o nosso principal jogador, é muito importante para nós. Ele tem muita qualidade, complica qualquer adversário. Mas o principal, sem dúvidas, é o coletivo. Temos feito grandes jogos. Cobranças de faltaO Abel me dá muita confiança para bater as faltas, o que é muito importante para os jogadores. Eu me sinto bem para cobrar, treino muito. Fico feliz em já ter feito gol de bola parada, tomara que eu faça muitos mais (risos). Me inspiro no Ronaldinho e no Riquelme, sempre prestei muita atenção neles e treino para chegar mais perto, mas é difícil (risos). 

* Estagiário, sob supervisão de Thiago Benevenutte