Além de não ser mais a maior bancada, PT não tem nenhum...
Fullbanner1

Fullbanner2


Além de não ser mais a maior bancada, PT não tem nenhum deputado entre os mais assíduos

O matogrossense Galli e o palhaço Tiririca fazem parte de uma lista que contém 19 que não faltaram em nenhuma sessão

Fonte:
SHARE

A fase do Partido dos Trabalhadores – PT, que balança na presidência da república depois do anúncio da abertura do processo de impeachment de Dilma Roussef, realmente não é nada boa. Dono da maior bancada no primeiro ano da atual legislatura, com 69 deputados federais em 2015, a sigla não tem nenhum parlamentar entre os mais assíduos da Casa de Leis. Aliás, o único que era para ter, o mineiro Weliton Prado, resolver sair fora do partido que acumula uma das maiores rejeições entre a sociedade atualmente, ao lado do PMDB. Prado foi para o PMB, assim que este se consolidou.

De acordo com levantamento do site “Congresso em Foco”, só 19 deputados participaram de todas as sessões deliberativas dos últimos 12 meses, sendo o PR o grande destaque no quesito com quatro representantes na positiva lista. O PSB também aparece bem com três representantes, enquanto o PMDB e o jovem PMB apareceram com dois representantes cada. Além deles, o Solidariedade, PSC, PSD, PP, PRB, PTN, PSol e PSDB tiveram um representante cada entre os que tiveram em todas as sessões de 2015.

O professor Victório Galli foi o único representante de Mato Grosso da lista, sendo também o único do PSC. Novamente integra a lista, como já é de praxe nos últimos anos, o palhaço Tiririca, do PR de São Paulo. O humorista, um dos mais bem votados da história, comparece em todas as votações. Em 2016, ao que parece, o PT terá ainda mais dificuldade de ter alguém na lista já que foi o líder da debandada no último ano. Nada menos que 10 deputados decidiram se desfiliar, o que retornou o PMDB para a liderança de representantes.

De fato, o partido de Lula não navega por mares calmos

Montreal