Alckmin tem mais tempo de TV que todos adversários juntos
Supermoveis



Alckmin tem mais tempo de TV que todos adversários juntos

Fonte: Da Redação NMT
SHARE
Foto - Rodrigo Dionisio/Frame/Folhapress

Se depender de tempo de televisão para propaganda eleitoral, o Brasil tem encaminhado seu novo presidente. Após trazer o “centrão”- bloco formado por PP, PRB, PR e DEM – o nome tucano na disputa, Geraldo Alckmin (PSDB), terá seis minutos e três segundos, enquanto todos seus principais adversários somados terão cinco minutos e 16 segundos. Enquanto Lula/Fernando Haddad (PT), ficarão com dois minutos e sete segundos, Henrique Meirelles (MDB) terá à disposição um minuto e 38 segundos, enquanto Álvaro Dias (Pode), por sua vez, terá os mesmos 33 segundos de Ciro Gomes (PDT), deixando Marina Silva (Rede) com apenas 16 segundos. Líder nas pesquisas atuais num cenário sem Lula, Jair Bolsonaro (PSL) ficou com apenas nove segundos para fazer campanha.

Realidade parecida com a do candidato do PSL é a de Guilherme Boulos (PSOL), Cabo Daciolo (Patriota), José Maria Eymael (DC), Vera Lúcia (PSTU), João Goulart Filho (PPL) e João Amoêdo (Novo). A divisão do tempo total de TV, exatos 12 minutos e 30 segundos, é calculado pelo número de deputados federais de cada partido presente nas coligações. As inserções Guilherme Boulos (PSOL), Cabo Daciolo (Patriota), José Maria Eymael (DC), Vera Lúcia (PSTU), João Goulart Filho (PPL) e João Amoêdo (Novo). As inserções iniciarão dia 31 de agosto (37 dias antes das eleições) e terminarão em 4 de outubro, fazendo o período ser reduzido de 45 para 35 dias.

A disposição da programação diária será intercalada entre a propaganda para presidente e deputados federais, ficando na data seguinte o espaço disponível para candidatos a governadores e senadores. Os deputados estaduais usarão a cota diária de “pílulas”, que são inserções veiculadas rapidamente no início e fim dos dias também em datas intercaladas. A mesma lógica funcionará no rádio…