Agora favorito, Nininho quer seguir na Assembleia
Adventista

Fullbanner1


Agora favorito, Nininho quer seguir na Assembleia

Fonte: Da Redação NMT
SHARE
Foto - Assessoria

Lideranças do PSD e de outros partidos já vêm buscando convencer o atual deputado estadual, Ondonir Bortolini, o Nininho (PSD), empresário e ex-prefeito de Itiquira em três mandatos, a migrar para outro parlamento ou alçar voos maiores na carreira política, como até mesmo uma vice-governadoria. Muitos defendem que o deputado já tem condições de buscar a Câmara Federal pelo trabalho muito próximo realizado junto aos prefeitos, que serviu para a deliberação de grandes recapeamentos asfálticos realizados em mais de 40 municípios nos últimos anos.

Em 2010, Nininho, ainda pelo PR, conseguiu 22.747 votos colhidos em 100 dos 141 municípios de Mato Grosso. Como primeiro suplente, acabou assumindo a titularidade da cadeira logo em 2012, quando o então deputado eleito, Sérgio Ricardo (PR), assumiu uma vaga no Tribunal de Contas do Estado – TCE. Dois anos depois, em 2014, Nininho dobrou a quantidade de votos que recebeu nas urnas, em relação a investida eleitoral anterior, e pulou para mais de 40 mil, elegendo-se entre os 7 mais bem votados dentre os 24 membros da Casa de Leis Estadual.

No atual mandato, apresentou mais de 260 intervenções legislativas, o que inclui requerimentos, projetos de lei, projetos de resolução e indicações. Nininho, por enquanto, não foi seduzido a buscar outro projeto político e tentará a reeleição, agora com uma roupagem de favorito. Tendo como maior reduto eleitoral a cidade de Rondonópolis, onde atualmente reside e já cogitou até ser prefeito, o social-democrata deve repetir o que fez em 2014 e ser um dos mais votados da localidade para a Assembleia Legislativa de Mato Grosso. Com quase 12 mil votos rondonopolitanos, Nininho só perdeu na cidade no último pleito para Zé do Pátio (SD), atual prefeito e que está fora da disputa.