Advogada é presa por descumprir decisão e desligar tornozeleira
Adventista

Fullbanner1


Advogada é presa por descumprir decisão e desligar tornozeleira

Fonte: Da redação com Folhamax
SHARE

Polícia Judiciária Civil de Mirassol D’Oeste (300 km a Oeste) prendeu no sábado (10) a advogada T.B.B., 34 anos, em virtude de descumprimento de condições impostas por condenação criminal.

O mandado de prisão preventiva contra a mulher foi expedido pela 3ª Vara Criminal de Mirassol D’Oeste. A detida foi condenada por crime de “sonegação de objeto de valor probatório” e responde a outros inquéritos por apropriação indébita.

Ao que consta na decisão que decretou a prisão, a custodiada, que fazia uso de tornozeleira eletrônica, estava descumprimento os horários de permanência em residência, além de manter o aparelho descarregado, condições fixadas para o regime semiaberto, “o que caracteriza verdadeira afronta ao Poder Judiciário, conquanto demonstra não estar preocupada com as consequências de suas transgressões”, conforme trecho da sentença.

A decisão regrediu o regime de cumprimento de pena, decretando a prisão preventiva, cumprida pela Polícia Civil, com acompanhamento da Ordem dos Advogados do Brasil.

A detida aguardará, na delegacia de polícia do município, decisão judicial sobre sua transferência para estabelecimento adequado.