Administrador e atleta são eleitos presidente e vice do Consed-M
Supermoveis

Fullbanner2


Administrador e atleta são eleitos presidente e vice do Consed-M

Fonte:
SHARE

“Todas as decisões do Consed serão colegiadas. O presidente não vai impor pareceres. E o vice-presidente participará de todas as resoluções”, disse Motomu.

Consed-MT (1)
Reunião do Consed

Assessoria

Motomu Yabumoto e Francisco Fernandes Júnior foram eleitos presidente e vice do Conselho Estadual de Desporto de Mato Grosso (Consed-MT), em cerimônia realizada no Ginásio Poliesportivo Professor Aecin Tocantins, nessa semana, em Cuiabá.

Com sete votos favoráveis, três na chapa concorrente, um nulo e duas abstenções, ambos assumiram mandato de quatro anos para gerir legislação, políticas públicas, programas de investimento e ainda fiscalizar as atividades esportivas do Estado de Mato Grosso.

De acordo com o administrador e empresário, Motomu Yabumoto, 65 anos, um brasileiro descendente de japoneses que mora há 23 anos em Cuiabá, e que tomou posse no conselho como representante das Entidades Estaduais de Prática do Desporto não-profissional (clubes), durante o período que estará como presidente terá o objetivo de reformular a estrutura funcional e organizacional em todos os fundamentos, que são atualização e reforma da Lei, regimento interno, estatuto e Fundo de Desenvolvimento Desportivo e Lazer de MT (Funded).

“E além dessas modificações necessárias, nós queremos abrir as portas do Conselho para a população. Criando um fórum de debate. Permitindo que a sociedade participe das discussões sobre como proceder com o esporte. Assim, perceber qual a forma mais acertada de investir os poucos recursos disponíveis de maneira eficiente. E para isso conto com o apoio dos demais membros do Conselho e do vice-presidente, que não será mera figura decorativa. Ele como atleta é legítimo representante do setor e participará de todas as decisões”, avalia Motomu.

Segundo o campeão mundial de Jiu-jitsu e ex-presidente da Federação Mato-grossense de Jiu-jitsu e Lutas Associadas (FMTJJLA), Francisco José Pessoa Fernandes Júnior, o Chiquinnho, que foi indicado ao Conselho pelas Entidades Estaduais de Administração do Desporto não-oficial (as federações), a chapa vencedora quer trabalhar desde o início na renovação. Modificando todas as Leis ligadas ao esporte, desde fundos de financiamento de eventos esportivos até a captação de recursos para investir nas categorias de base, que é a formação de atletas.

“Nós precisamos fazer governo e iniciativa privada entenderem que existe a necessidade de investimentos no que chamo de tripé do esporte. Que são o fomento da prática por meio de projetos sociais, escolas e clubes, o investimento na qualificação de árbitros, técnicos e profissionais do esporte e a realização de eventos regionais, nacionais e internacionais. Com base nesses três nós conseguimos desenvolver atletas para o esporte de alto rendimento e transformar Mato Grosso em referência no esporte. E como os recursos são poucos, vamos tentar captar junto ao governo federal e empresas, coisa que Mato Grosso praticamente nunca realizou”, pondera Francisco.

O Conselho Estadual de Desporto de Mato Grosso foi criado pela Lei Nº 7.156, de 22 de julho de 1999, pela Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso (AL-MT), composto por 13 conselheiros, dentre eles, presidente e vice, com o objetivo de promover, desenvolver, democratizar, estabelecer normas e deliberar sobre projetos desportivos. A cerimônia de posse foi realizada nessa terça-feira (09.06).

Lista de conselheiros
1) Leandro Falleiros Rodrigues Carvalho (Secretário de Estado de Cultura, Esporte e Lazer);
2) Edson Luiz Manfrin (indicado pelo Governo do Estado de Mato Grosso);
3) Alessandro Marcondes Alves (indicado pelo Governo do Estado de Mato Grosso);
4) Francisco José Pessoa Fernandes Júnior (representante das Entidades Estaduais de Administração do Desporto não-profissional);
5) Motomu Yabumoto (representante das Entidades Estaduais de Prática do Desporto não-profissional);
6) Cezar Augusto D´Arruda (representante da Imprensa Desportiva de Mato Grosso);
7) Rodrigo Ribeiro Verão (representante dos Atletas não-profissionais);
8) Wellyngton Alessandro Dolce (representante dos Árbitros de qualquer modalidade);
9) Patrícia Galilei (representante dos Técnicos e Treinadores Desportivos);
10) Carlos Alberto Eilert (representante dos Professores de Educação Física);
11) Alberto Alexandre Júnior (representante da Secretaria de Estado de Educação);
12) Alex Francisco Lili (representante do seguimento das pessoas portadoras de deficiência);
13) Henrique Arrais da Costa (representante da Secretaria de Estado de Fazenda).

Montreal