Adilton Sachetti apresenta PL que institui a Política Nacional de Incentivo à...
Adventista



Adilton Sachetti apresenta PL que institui a Política Nacional de Incentivo à Agricultura de Precisão

Fonte: Assessoria.
SHARE
Foto: Assessoria.

O deputado federal Adilton Sachetti (PRB-MT), vice-presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) no Centro-Oeste, apresentou à Câmara dos Deputados projeto de lei (PL 10.879/2018) que institui a Política Nacional de Incentivo à Agricultura de Precisão. O projeto ampliará a utilização das tecnologias disponíveis em prol dos produtores rurais.
De acordo com o texto da proposta, essa plataforma tecnológica é fundamental para garantir a competitividade do setor agropecuário brasileiro, sobretudo frente ao cenário de elevados custos de insumos e da necessidade de redução dos impactos ambientais.

“Essas ferramentas visam aumentar a eficiência na aplicação de recursos e insumos de produção, o que diminui o desperdício, aumenta a produtividade, a lucratividade e garante a sustentabilidade ambiental”, explica Sachetti.
Segundo o deputado, a agricultura de precisão já é realidade no país, mas alcança poucos produtores. “Queremos, com este projeto, incentivar o uso das tecnologias entre pequenos e médios produtores também”, destaca o parlamentar.

O projeto também trata da ampliação de rede de pesquisa, desenvolvimento e inovação para o setor; apoio à inovação agronômica, contemplando todas as escalas de produção e seus impactos socioeconômicos e ambientais; e a adequação da ação governamental às peculiaridades e diversidades regionais.
Além disso, são contempladas na proposta a articulação e colaboração entre os entes públicos federais, estaduais e municipais e o setor privado; e a capacitação gerencial e a formação de mão de obra qualificada em nível técnico e superior.

O projeto aguarda relatoria na Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural (CAPADR).

Agricultura de precisão
A agricultura de precisão (AP) é um sistema de gerenciamento agrícola baseado na variação espacial de propriedades do solo e das plantas encontradas nas lavouras e visa a otimização do lucro, sustentabilidade e proteção do ambiente. Trata-se de um conjunto de tecnologias aplicadas para permitir um sistema de gerenciamento que considere a variabilidade espacial da produção.