Acrimat participa do maior simpósio da bovinocultura de corte em Mato Grosso
Fullbanner1

Fullbanner2


Acrimat participa do maior simpósio da bovinocultura de corte em Mato Grosso

Fonte: ACRIMAT
SHARE
A quarta edição do evento deve reunir 500 pessoas entre estudantes, pesquisadores e produtores rurais
 
A Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat) participa, partir desta quinta-feira (24), do IV Simpósio Mato-Grossense de Bovinocultura de Corte -Simbov-MT, realizado pelo Setor de Bovinocultura de Corte da Faculdade de Agronomia, Medicina Veterinária e Zootecnia (FAMEVZ) da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). O evento acontece de quinta-feira (24) a sábado (26), no Teatro da UFMT, em Cuiabá.
 
Assuntos como nutrição, produção, reprodução, meio ambiente, sustentabilidade, mercado da carne, gestão da produção e inovação tecnológica serão debatidos por palestrantes e participantes. O maior simpósio da bovinocultura do estado reúne professores, pesquisadores, estudantes, técnicos, profissionais, empreendedores, empresas, produtores rurais e órgãos regulamentadores do setor do agronegócio.
 
Segundo o professor Nelcino Francisco de Paulo, da Agronomia e Zootecnia, o tema central do evento será os desafios da intensificação na produção da carne bovina, desde a adubação da pastagem até qualidade da carne. “Dentro disso vamos trabalhar a eficiência produtiva, a seleção de animais, manejo, adequação de dietas e os programas de qualidade da carne bovina. Buscamos temas inovadores que debatam os gargalos do sistema de produção”, explica.
 
O diretor-técnico da Acrimat, Francisco de Sales Manzi, explica que a entidade é parceira de eventos que proponham discutir e aprimorar os sistemas produtivos da pecuária de corte mato-grossense. “A tecnificação e qualificação são caminhos sem volta para o produtor que não quer somente melhorar o desempenho na atividade, mas garantir a permanência na atividade. Para isso, é preciso que todos os agentes da cadeia produtiva se capacitem para fornecer produtos cada vez melhores para o um mercado competitivo”, afirma.
 
Este ano, o Simbov-MT buscou diversificar o público com a maior participação de produtores e profissionais que atuam no setor. “Sempre tivemos grande participação de estudantes, professores e pesquisadores. Com a parceria com as entidades do setor, conseguimos atrair mais pecuaristas e estamos em busca de reduzir a distância entre a universidade e os produtores”, detalhou o professor Nelcino de Paula.
 
As 500 vagas abertas já foram preenchidas e o evento será realizado, pela primeira vez, no Teatro da UFMT devido ao grande público inscrito.
Montreal