Ação conjunta prende quatro por envolvimento em duplo homicídio em MT
Adventista



Ação conjunta prende quatro por envolvimento em duplo homicídio em MT

Fonte: Da redação
SHARE

Quatro pessoas envolvidas no duplo homicídio que vitimou duas pessoas em Poconé na tarde de terça-feira (29) foram presas em ação conjunta pela Polícia Judiciária Civil e Polícia Militar.

As vítimas Luzia Marisangela da Silva, 28, e Gilvan Gilberto Silva, 15, foram atingidas por disparos de arma de fogo (provavelmente pistola .380). A mulher morreu no local, o menor que é primo de Luzia veio a óbito em unidade hospitalar da Capital, em decorrência dos ferimentos.

As vítimas foram surpreendidas quando acabavam de sair do Fórum do município. O adolescente que morreu e seu irmão, também menor de idade ( J.E.S, 17, conhecido como Barbinha), prestavam depoimento no local sobre ocorrência anterior em que ambos foram apreendidos com armas de fogo. Em razão de menoridade, a prima (chamada por eles de “tia”) acompanhava os dois.

O trabalho de investigação da Polícia Civil apontou que o objetivo dos criminosos era matar “Barbinha”, mas o adolescente conseguiu escapar porque foi apreendido no final da oitiva no Fórum por equipe da Delegacia de Polícia de Poconé, colocado em viatura e encaminhado para ser ouvido na unidade. O irmão dele seguiu com Luzia em uma motocicleta e pela semelhança física teria sido confundido com “Barbinha”, e por isso assassinado.

O adolescente J.E.S teve cumprido mandado de internação em seu desfavor. Ele foi ouvido na Delegacia e encaminhado ao Complexo Pomeri em Cuiabá.

As investigações prosseguem para apurar as circunstâncias da morte, bem como esclarecer a total motivação do crime. No entanto, levantamento preliminar sugere se tratar de associação criminosa que teria sido organizada e contratada por um empresário do município (Wanderley Lima, 43), com anuência de outros empresários, para cessar delitos patrimoniais praticados em seus comércios.

Os policiais civis verificaram que Wanderley esteve no Fórum pouco antes do crime provavelmente para se certificar que “Barbinha” seria ouvido. O suspeito observou ao redor, tomou água e saiu em seguida do local.

Em diligência na casa do suspeito foram apreendidas três armas de fogo, sendo uma pistola 380 (que será encaminhada para a Perícia Oficial e Identificação Técnica – Politec – a fim de confronto com a munição usada no crime), um revólver 38 e um revólver 22.

Além de Wanderley, outras três pessoas foram presas e estão na Delegacia de Poconé aguardando finalização dos flagrantes sobre envolvimento no crime: Ronecleyton Maximo, 26, Fabien Douglas, 21 e Eduardo Santos, 22. Outros dois suspeitos de participação no crime foram identificados mas ainda não localizados.

A ação realizada pela Delegacia de Poconé e Polícia Militar, contou com apoio de unidades operacionais da PM e também reforço da Gerência de Operações Especiais (GOE), da Polícia Civil.

Além das três armas de fogo em posse de Wanderley foram apreendidos durante os trabalhos dezenas de munições de calibre 380, 38 e 22, carregadores de pistola, 19 folhas de chequue, aparelhos celulares, eletroeletronicos, joias, $ 909 dólares e R$ 1.332.