Ação conjunta em Sapezal prende autores de assalto em que mulher foi...
Supermoveis



Ação conjunta em Sapezal prende autores de assalto em que mulher foi mantida refém

Fonte: Da redação
SHARE

As Polícias Civil e Militar identificaram e prenderam dois dos três envolvidos em assalto com restrição à liberdade da vítima, ocorrido na terça-feira (01), na cidade de Sapezal (480 km a Noroeste).

O roubo aconteceu em uma residência no bairro Cidezal VII, por volta das 20h.

Dois homens armados invadiram a casa, anunciaram o assalto e obrigaram a morada a seguir com eles dentro da caminhonete modelo Hillux, subtraída da vítima.

Durante todo o tempo, a dupla mantinha contato com uma terceira pessoa, para quem repassavam as informações sobre o andamento do roubo.

Em trajeto com o veículo, os assaltantes faziam constantes ameaças em relação ao rastreador do automóvel e que, se fosse o caso, só liberariam a vítima “quando o rastreador estivesse desligado e o carro estivesse na Bolívia”.

Após cinco horas em poder dos assaltantes, a mulher foi solta a aproximadamente dez quilômetros de distância do município de Campos de Júlio (553 km a Noroeste), tendo um dos suspeitos devolvido o celular dela. Após isso, a vítima entrou em contato com um amigo e acionou a Polícia Militar local. A caminhonete foi apreendida em Porto Espiridião, por equipe do Gefron.

Um dos criminosos, Vanilson Ornelas Santos, 34, foi identificado pela Polícia Civil como um dos assaltantes que mantiveram a vítima com restrição de liberdade. Ele foi seguramente reconhecido pela vítima.

Outro homem, Cleber Viana Jesus, 40, também foi identificado na cérele investigação. Ele é proprietário de um hotel em Sapezal, e seria a pessoa a quem os assaltantes “prestavam contas” do andamento do assalto.

Após o reconhecimento fotográfico de Vanilson e também a identificação do responsável pelo número para quem os assaltantes ligavam, a Polícia Civil de Sapezal, por meio do delegado Valmon Pereira da Silva, representou pela prisão dos dois suspeitos, bem como mandado de busca e apreensão no hotel de Cleber.

As ordens judiciais foram cumpridas na tarde de quarta-feira (02).

Ambos os suspeitos possuem vasta ficha criminal por delitos patrimoniais.

“As diligências prosseguem no sentido de identificar e prender o terceiro envolvido no crime. Os autores vão responder pelos crimes de roubo majorado em concurso de pessoas e restrição da liberdade da vítima”, afirma o delegado.