À uma amiga gaúcha – Dr. Francisco Mello
Fullbanner1


Macropel

À uma amiga gaúcha – Dr. Francisco Mello

Fonte:
SHARE

O desencarne e a saudade

Significam pra mim

Perenidade sem fim

Noções de longa viagem

E como póstuma homenagem

Tapado de desengano

Há exatamente um ano

Eu escrevia assim:

 

 

Porto Alegre está mais triste,

A Campanha mais calada.

Foi-se uma Gaúcha amada

Para a Estância Divina.

Com as feições de menina

Que no sul se diz guria,

Se despediu nesse dia

A nossa Gladis sulina.

 

No rincão fica a tristeza,

No coração a saudade.

Oxalá que a Divindade,

À Gladis sirva um Banquete.

Com um colorado tapete

A trate como Excelência.

Lá na Divina Querência

À músicas de Clarinete.

 

Lhe ofereça um mate amargo

E diga seja bem vinda,

Pois essa xirua linda

Merece o melhor do mundo;

Com sentimento profundo

Despeço-me de vereda,

Peço que Deus lhe conceda

Paz e Bem estar profundo.

 

Para Estela Boranga

Sua irmã muito querida

Rogo ao Patrão da Vida

Que lhe dê serenidade

Pra com amor e humildade

Suportar a sua cruz

À Gladis desejo Luz

À Estela, Felicidades.

 

Dr. Francisco Mello dos Santos. Advogado Criminalista. OAB-MT 9550. Especialista em Direito Penal e Processual Penal. drfranciscomello@terra.com.br (669)996892292.

 

 

Montreal