A árvore nossa de cada dia – 21 de Setembro
Supermoveis

Fullbanner2


A árvore nossa de cada dia – 21 de Setembro

Fonte: Eng. Ambiental Kamila Barros
SHARE
Área verde do aeroporto Marechal Rondon - Av. 31 de Março/ Varzea Grande

Aqui em frente de casa tem uma área verde do aeroporto Marechal Rondon, ela possui algumas ocorrências de formação de pantanal, presença de fauna típica do pantanal mato-grossense, e também há uma ciclovia com pista para caminhada. E observo diariamente a comunidade que caminha e faz atividade física no local, e fico imaginando como seria caminhar neste local sem a área verde e sem o nosso “mini pantanal” em plena Várzea Grande?

Penso nestas pessoas quando me lembro do quão importante são as arvores para o bem estar de uma cidade, muitas vezes não nos damos conta da importância dela para a nossa vida. Diariamente, lemos estudos falando dos benefícios de caminhar ao ar livre, um estudo realizado pela Universidade de Glasgow, na Escócia, descobriu que as pessoas que caminhavam ao ar livre, andavam de bicicleta ou saíam para correr na natureza tinham um menor risco de deterioração da saúde mental do que as pessoas que praticavam esportes em lugares fechados. Uma outra pesquisa realizada na Universidade Tecnológica de Chalmers, na Suécia, constatou que até mesmo o mero ato de observar as árvores através de uma janela de hospital melhora as taxas de recuperação.

Ocorrências de formação de pantanal na área verde do Aeroporto Marechal Rondon. Foto:  Kamila Barros
Ocorrências de formação de pantanal na área verde do Aeroporto Marechal Rondon. Registro pessoal: Kamila Barros

E apresentando estas observações, brota aqui um assunto muito sério que não vem sendo levado a sério pelas autoridades públicas e até da própria população, que é a diminuição de árvores e vegetações nas cidades.

Árvores diminuem a incidência da luz em mais de 90%, elas funcionam como umidificadores gigantes, elas evitam erosões, fornecem sombra e abrigo aos animais, produzem alimentos, elas reduzem as ondas sonoras, elas dão vida às nossas cidades, elas são a mesma coisa quando digo que “saneamento básico é investir em saúde e educação”. Elas são como saneamento básico, tem que ter.

Uma cidade arborizada traz mais tranquilidade e felicidade. Quando caminhamos ao ar livre, elas aliviam o estresse e combatem a depressão. Os aromas das árvores que sentimos nos ajudam no processo de emoção desacelerando a nossa respiração, reduzindo a ansiedade.

Imagina os gastos que não teríamos com tratamento de enfermidades da mente?
Com uma cidade arborizada, seríamos mais felizes, mais ricos e saudáveis. Cidade arborizada é investir em saúde!

Estamos vivendo uma crise política e financeira em nosso país, e a crise ambiental é sempre a ultima a ser pensada, e quando falamos de cidades verdes, pensamos como um amigo meu diz, “as cidades estão adoecendo”.

A cada dia diminui a arborização urbana, é cada vez mais frequente a ausência de conforto térmico da água, a presença de ilhas de calor que dão sensação de altas temperaturas, os médicos da região tem pavor dos meses de agosto e setembro onde segundo eles, é o período que mais há casos de mortes por doenças respiratórias devido à umidade do ar ficar abaixo de 55%. É também o período proibitivo com mais incidências de focos de queimadas no estado que mais desmata no Brasil. O estudo do médico Celso Saldanha, aponta que Cuiabá é a cidade em maior desvantagem geográfica do país, devido ao clima seco e baixa umidade relativa do ar concentrados numa grande depressão, onde há pouca circulação de vento.

Uma frase que faz todo o sentido: não existe água sem vegetação, sem árvores.

Segundo dados do IBGE, Goiânia é a cidade mais arborizada do Brasil, detém 89,5% de arborização por cada 100 mil habitantes. São cerca de 950 mil árvores, de 382 espécies diferentes. Em Goiânia, além dos coloridos ipês, não é difícil encontrar os frondosos flamboyants, as grandes palmeiras imperiais e as sobreiras das sete-copas. A cidade também conta com ações ambientais como a criação das Áreas de Preservação Ambiental (APAs), sendo estes espaços para preservação e lazer da população. A AMMA (Agência Municipal do Meio Ambiente) do município conta também com um Plano Diretor de Arborização Urbana (PDAU).

Florada de ipês brancos na rua lateral ao shopping Bougainville, no Setor Marista | Registro do jornalista Cássio Neves
Florada de ipês brancos na rua lateral ao shopping Bougainville, no Setor Marista | Registro do jornalista Cássio Neves

A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda um mínimo de 12 m² de área verde por habitante. Segundo o IBGE, somente 39,6% das casas possuem árvores ou alguma sombra em Cuiabá, em Várzea Grande o índice sobe para quase 70% de casas com arborização. O único município de Mato Grosso que possui 100% de arborização da cidade é General Carneiro.

Apesar de todos os benefícios que uma cidade arborizada traz, ainda não temos uma cultura de promoção de arborização de vias públicas, na capital e região metropolitana de Cuiabá já não é mais como antes, Cuiabá era conhecida como Cidade Verde. A prefeitura vem tentando há alguns anos resgatar o título, mas não é uma tarefa fácil. Arborização urbana ainda é pouco reconhecida do ponto de vista técnico, administrativo e de vários cidadãos.

Quando plantamos mais árvores, vamos eliminando um dos grandes males dos centros urbanos que são as enchentes. No ultimo domingo à noite em Várzea Grande e Cuiabá, houve uma forte chuva que foi suficiente para alagar boa parte da Avenida Filinto Muller e inundações na Avenida Fernando Correa em Cuiabá. Quando há arvores, a drenagem das águas também é feita de forma muito mais precisa.

Ipês do Cerrado Brasiliense. Foto: Marcus Vinicius

Então, nós cidadãos que desejamos uma cidade mais sustentável, devemos reivindicar exigindo do poder público, mais seriedade no tratamento da arborização urbana, não é só plantar! Tem que planejar, ter responsabilidade sobre o plantio, acompanhar o desenvolvimento, podar e cuidar. A arborização urbana exige um tratamento especial, pois ela interfere na qualidade de vida da cidade e do cidadão.

Então neste dia 21 de Setembro, comemoramos o Dia da Árvore, vamos refletir um pouco sobre os benefícios que ela nos traz e vamos plantar árvores com responsabilidade!

Ah, Feliz Dia da Árvore!

Arquivo pessoal Kamila Barros
Plantio de mudas no bairro Nova Canaã em Cuiabá/2013. Arquivo pessoal Kamila Barros
Montreal